for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Nacional

Trump fala pelo país dele e eu pelo meu, diz Bolsonaro sobre restrições a voos

07/04/2020 REUTERS/Adriano Machado

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro afirmou na noite desta terça-feira que o presidente do Estados Unidos, Donald Trump, deve fazer o que for o melhor para o país dele ao ser questionado por jornalistas sobre a possibilidade de restrição de voos do Brasil para os EUA diante do aumento do número de casos por aqui do novo coronavírus.

“Olha rapaz, ele fala sobre o que o teu (sic) país deve fazer e eu falo o que o meu país deve fazer, tá ok?”, respondeu Bolsonaro, em entrevista no Palácio do Alvorada.

Questionado se concorda com a medida, o presidente disse: “eu não concordo com nada, nem discordo. O que ele achar que tem que fazer com o país dele, faz.”

Mais cedo, Trump insinuou que pode restringir voos internacionais vindos do Brasil para conter a propagação do novo coronavírus nos EUA, país que lidera o número de casos e mortes por Covid-19 no mundo.

Pouco depois, Trump disse que os EUA estão considerando testar passageiros de voos internacionais provenientes de locais com grande número de casos de coronavírus, acrescentando que o Brasil pode ser incluído nesta medida.

Bolsonaro sempre faz questão de cultuar uma proximidade com o presidente dos Estados Unidos.

Reportagem de Ricardo Brito

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up