for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Nacional

No Twitter, Mourão lança campanha de proteção da Amazônia

Vice-presidente Hamilton Mourão em Brasília 15/07/2020 REUTERS/Adriano Machado

BRASÍLIA (Reuters) - O vice-presidente Hamilton Mourão, coordenador do Conselho da Amazônia, anunciou na manhã desta quarta-feira a campanha “Diga sim à vida e não à queimada” com o objetivo de manter a proteção, preservação e desenvolvimento da região, que tem sido alvo de fortes críticas em razão de focos de incêndio e desmatamento.

“As queimadas trazem prejuízo à saúde e à segurança da população e, obviamente, à economia. Também trazem prejuízos à imagem da região amazônica em particular e do nosso Brasil, de uma maneira geral”, disse Mourão, em um vídeo de lançamento da iniciativa.

Na gravação, o coordenador do Conselho da Amazônia pede que as pessoas sejam aliadas do Brasil nesta causa e que ajudem o governo a disseminar a campanha. Cita ainda que o material de apoio ficará disponível na página do site da Vice-Presidência.

“... Com a união de esforços, o Brasil permanecerá sendo o país que mais preserva e protege a sua vegetação nativa”, disse ele, ao destacar a hashtag da campanha #queimadanao.

Apesar da operação de Garantia da Lei e da Ordem conduzida por militares que estão na região amazônica desde maio, as queimadas começam a dar sinais que podem disparar no início do mês de agosto, com algumas regiões registrando um crescimento exponencial de focos de incêndio na virada do mês, segundo reportagem da Reuters há duas semanas.

Grandes empresas brasileiras, com negócios no exterior, também estão preocupadas com ações de desmatamento na região e fazem pressão por medidas de órgãos públicos.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up