September 20, 2011 / 1:22 PM / in 9 years

América Latina pode pausar aperto monetário por ora, diz FMI

NOVA YORK, 20 de setembro (Reuters) - O Fundo Monetário Internacional (FMI) concordou nesta terça-feira que a maioria dos países latino-americanos pode interromper medidas de aperto macroeconômico por enquanto, conforme as incertezas globais impõem riscos às projeções de curto prazo.

O FMI revisou apenas ligeiramente para baixo as previsões de crescimento para a região como um todo, embora economias como o México, que dependem mais dos Estados Unidos, devam desacelerar mais que o antecipado inicialmente.

Com boa parte da região ainda crescendo acima do potencial e com a inflação perto ou acima da meta, o FMI disse que medidas adicionais de aperto macroeconômico continuam “essenciais para reconstruir espaço para manobras de políticas e para conter as pressões de demanda”.

“Mas, na maioria das economias, o aperto monetário pode pausar até que a incerteza diminua”, disse o FMI no relatório Perspectiva Econômica Global.

O aperto monetário já foi interrompido em países como o Brasil. O Banco Central surpreendeu os mercados com um corte de 0,50 ponto percentual na taxa básica e juros em agosto.

Após expansão de 6,1 por cento em 2010, a economia da América Latina deve desacelerar para um crescimento de 4,5 por cento neste ano e 4 por cento em 2012, de acordo com o FMI, números 0,1 ponto abaixo do cenário anterior.

O FMI também reduziu de 4,1 para 3,8 por cento a estimativa de expansão do Brasil neste ano, mas manteve a previsão de 3,6 por cento para 2012.

Por Walter Brandimarte

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below