14 de Maio de 2008 / às 12:27 / em 10 anos

Cannes prepara-se para celebridades, filmes de arte e fãs

Por Mike Collett-White

<p>Cartaz oficial do festival &eacute; exposto em Cannes, em 12 de maio de 2008 REUTERS. Photo by Eric Gaillard</p>

CANNES (Reuters) - O maior festival de cinema do mundo começa em Cannes na quarta-feira, levando celebridades de primeira linha de Hollywood, diretores de arte pouco conhecidos, mídia internacional e fãs nos 12 dias repletos de diversão na Riviera Francesa.

A competição principal, com 22 filmes, começa com a estréia repleta de estrelas do filme brasileiro “Blindness -- Ensaio Sobre a Cegueira”, uma abertura apropriada para uma edição do festival que dará destaque ao cinema sul-americano.

Dirigido por Fernando Meirelles, célebre por “Cidade de Deus”, e baseado num romance de José Saramago, o filme traz Julianne Moore e Gael Garcia Bernal numa história sobre o colapso de uma civilização ao ser atingida por uma epidemia de cegueira.

Cartazes do festival já foram colocados por toda parte na cidade turística do sul da França. Tendas foram erguidas de frente para o mar, os iates brilham, apesar da garoa fora de época, e os hotéis estão preparados para receber seus hóspedes famosos. Só está faltando o tapete vermelho ser desenrolado.

Ao mesmo tempo em que o filme de Meirelles será exibido para a imprensa, pela manhã, a algumas centenas de metros o estúdio responsável pela comédia de animação “Kung Fu Panda” organizou uma brincadeira para divulgar o filme.

Essa combinação de cinema intransigente e promoção descarada de filmes comerciais -- que, para alguns críticos, significa que Cannes está se vendendo a Hollywood -- terminará em 25 de maio, quando será entregue a cobiçada Palma de Ouro de melhor filme.

Os críticos hesitam em tecer previsões antecipadas.

“Não faço previsões porque não adianta fazê-lo”, comentou o crítico Kirk Honeycutt, do Hollywood Reporter.

“Aquele diretor cujo trabalho você realmente quer ver pode ser quem mais o decepciona, e outro do qual você nunca ouviu falar pode mostrar um filme que simplesmente salta da tela para cima de você.”

Além do filme de Meirelles, estarão na competição principal outro trabalho brasileiro -- “Linha de Passe”, de Walter Salles -- e dois argentinos: o drama carcerário “Leonera”, de Pablo Trapero, que traz Rodrigo Santoro no elenco, e o thriller “La Mujer Sin Cabeza”, de Lucrecia Martel.

Eles vão competir com “Changeling”, de Clint Eastwood, estrelado por Angelina Jolie, e “Che”, de Steven Soderbergh -- um épico de quatro horas e meia sobre o revolucionário argentino Che Guevara, com Benicio del Toro no papel-título e também com participação de Santoro, como Raúl Castro.

Os outros dois filmes americanos da competição são “Two Lovers”, de James Gray, com Gwyneth Paltrow e Joaquin Phoenix, e “Synecdoche, New York”, de Charlie Kaufman, com Philip Seymour Hoffman.

INDIANA JONES E ITÁLIA

A maior atração de Cannes este ano talvez seja o capítulo mais recente da série “Indiana Jones”, novamente trazendo Harrison Ford no papel do arqueólogo armado de chicote em “Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal”, de Steven Spielberg.

Também fora da competição, Woody Allen vai apresentar “Vicky Cristina Barcelona”, com Penélope Cruz, Scarlett Johansson e Javier Bardem.

A Itália terá uma presença incomumente forte em Cannes, com dois filmes sobre o lado mais sombrio de seu passado recente participando da competição principal.

“Gamorra” é dirigido por Matteo Garrone e se baseia no livro de Roberto Saviano sobre o funcionamento da máfia napolitana, e “Il Divo”, de Paolo Sorrentino, conta a história do polêmico ex-primeiro-ministro Giulio Andreotti.

Será exibido fora da competição principal “Sangue Pazzo”, baseado na história de dois atores que enfrentam problemas com os rebeldes “partisanos” que combatiam o fascismo no final da 2 Guerra Mundial.

Entre os vencedores passados da Palma de Ouro que estarão disputando o prêmio novamente este ano estão Soderbergh, os irmãos belgas Dardenne e o diretor alemão Wim Wenders.

O cineasta israelense Ari Folman vai concorrer ao prêmio principal com “Waltz With Bashir”, um documentário animado ansiosamente aguardado sobre os massacres de 1982 nos campos de refugiados palestinos de Sabra e Shatila, cometidos por integrantes da milícia cristã Forças Libanesas, apoiada por Israel.

São aguardados no festival a popstar Madonna, o ex-jogador argentino Diego Maradona e o ex-boxeador Mike Tyson.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below