18 de Janeiro de 2008 / às 11:35 / em 10 anos

"Consuma menos, escolha melhor", diz Vivienne Westwood no SPFW

Por Fernanda Ezabella

<p>A estilista inglesa Vivienne Westwood, considerada a m&atilde;e do punk e uma das designers mais influentes do s&eacute;culo 20, fez um apelo para que as pessoas consumam menos e fa&ccedil;am melhor suas escolhas de compra. Photo by Paulo Whitaker</p>

SÃO PAULO (Reuters) - A estilista inglesa Vivienne Westwood, considerada a mãe do punk e uma das designers mais influentes do século 20, fez um apelo para que as pessoas consumam menos e façam melhor suas escolhas de compra. A estilista de 66 anos, que lançou nesta quinta-feira em São Paulo duas sandálias de plástico em parceria com uma empresa brasileira, rebate as críticas de quem a chama de “hipócrita” por seu discurso anticonsumista, já que ela mesma produz coleções veneradas pelo mundo fashion.

“Hipócritas são as pessoas que têm dinheiro e se vestem como pobres. Acho errado. Eles deveriam comprar roupas bacanas, mas não muitas”, disse. Westwood irá ler seu “manifesto” contra o excesso de consumo na sexta-feira, no pavilhão da Oca, no Parque do Ibirapuera, como parte do calendário do São Paulo Fashion Week.

“As pessoas devem discriminar mais, não ser engolidas por tudo o que se propõe”, disse Westwood em um auditório lotado de jornalistas que estão cobrindo o SPFW.

“Nós somos muito privilegiados, nós podemos escolher. Acho que devemos vestir roupas e estou dizendo para escolhê-las melhor. É muito bom ver pessoas que simplesmente não estão consumindo todo esse lixo.”

Ela afirmou ainda que gostaria de produzir menos. “Eu realmente estou cansada de fazer tanto. Prefiro muito, muito fazer menos e fazê-lo muito bem”, disse. “Só preciso descobrir como.”

Westwood, que vestiu nos anos 1970 os garotos do Sex Pistols, banda montada por seu ex-parceiro Malcolm McLaren para divulgar a loja do casal, contou a jornalistas que visitou o Brasil há 16 anos e que agora quer ir conhecer a Amazônia.

A QUEDA DE NAOMI

No pavilhão da Bienal, no SPFW, cerca de 100 sapatos criados por ela desde os anos 1970 estarão numa exposição.

Entre os modelos em exibição está a megaplataforma que “derrubou” Naomi Campbell na passarela nos anos 1990, com direito a uma foto da top com o sapato, estatelada no chão.

“Naomi é uma mulher muito orgulhosa. E ela riu quando caiu, mas lá dentro (no camarim) ela estava muito brava, brava comigo”, contou Westwood.

“E nós tivemos que repetir o desfile porque era em um lugar muito pequeno. Primeiro ela disse que não iria, mas depois disse que faria por mim. Mas, se ela caísse de novo, disse que eu teria que ir lá para levantá-la, porque ela não ia se levantar.”

Um dos modelos de sandália que a estilista criou para a empresa brasileira, em exibição em outro local do SPFW, se chama Mary Jane e é uma releitura de um clássico da estilista.

Segundo ela, esse modelo foi criado nos anos 1980 para ser feito em plástico, mas porque a tecnologia ainda não existia foi feito em borracha.

Westwood, famosa por suas colocações políticas, também deu sua opinião sobre a eleição presidencial nos Estados Unidos, afirmando seu apoio a Barack Obama.

“Acho que ele é do tipo honesto, que pode de verdade querer fazer do mundo um lugar melhor”, disse. “Uma coisa boa do presidente (George W.) Bush é que ele tornou claro o prejuízo que é a velha visão tradicional dos americanos sobre o mundo, que eles acham que o mundo é deles.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below