12 de Fevereiro de 2015 / às 12:58 / em 3 anos

ENTREVISTA-Robert Pattinson fala sobre fama, fãs e "Cinquenta Tons”

BERLIM (Reuters) - Apesar de selecionar personagens que o afastassem de seu papel mais conhecido, um vampiro adolescente bonitão, o ator britânico Robert Pattinson parece não ter se distanciado de seu passado em “Crepúsculo”.

Ator Robert Pattinson na chegada para exibição de "Life" no Festival de Berlim. 09/02/2015 REUTERS/Hannibal Hanschke

Na estreia de “Life”, no Festival de Berlim, filme em que Pattinson interpreta um renomado fotógrafo que fez imagens marcantes do ator James Dean, um bando de meninas gritando aguardava o ator de 28 anos. Algumas passaram horas na fila para encontrar seu ídolo de “Crepúsculo”.

Em entrevista à Reuters, Pattinson refletiu sobre sua carreira, o fato de ter sido inspiração para “Cinquenta Tons de Cinza” e a pressão das fãs.

Pergunta: Durante as entrevistas para “Harry Potter e o Cálice de Fogo”, em 2005, você disse que queria ser muito famoso e conhecido por sua atuação. A realidade é diferente da fantasia?

Resposta: Não sei o que eu pensei que eu ia ser. É estranho. Ainda sinto que estou fazendo a mesma coisa. Até “Crepúsculo”, eu realmente estava apenas fazendo testes para absolutamente tudo e apenas tentando conseguir algo, então acho que é uma espécie de carreira diferente. Mas, depois disso, é tão raro que eu encontre alguma coisa não só que eu goste, mas na qual eu sinta que posso acrescentar algo ou fazer algo.

P: Como encara o fato de o personagem de Christian Grey, de “Cinquenta Tons de Cinza”, (interpretado por Jamie Dornan) ser inspirado em seu desempenho como Edward Cullen em “Crepúsculo”?

R: É de certo modo estranho, e também eu conheço Jamie há cerca de 10 anos. Eu realmente não li o livro, mas acho que deve ser muito, muito diferente. Não vejo como isso possa funcionar se não for diferente. Incrível essa quantidade de fãs. Há algum tipo de profunda conexão que um grupo de pessoas tem com ele, e nunca descobri exatamente o que é.

P: Onde você se vê daqui a 10 anos?

R: Eu sei exatamente depois do ano passado. Em dois dos meus filmes, um desmoronou e o outro foi adiado para este ano. Acabei esperando um tempão por um trabalho e era como dizer “nunca vou ter um ano como este novamente. Vou ser bem mais prolífico na minha taxa de produtividade’”. Acho que, de repente, me aproximo dos 30, bom, e você se sente apenas como dizendo  ‘Argh! Eu preciso fazer uma porção de coisas!’. Então, definitivamente, vou ser muito mais produtivo.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below