May 23, 2017 / 10:08 PM / in a year

Ariana Grande volta aos EUA após ataque em Manchester

Ariana Grande durante premiação em Los Angeles 20/11/2016 REUTERS/Mario Anzuoni

(Reuters) - Ariana Grande voltou aos Estados Unidos nesta terça-feira, um dia após um homem-bomba matar 22 pessoas no show da cantora pop em Manchester, na Inglaterra, conforme persistem perguntas sobre se ela deve continuar sua turnê europeia.

Ariana, de 23 anos, foi vista em fotos publicadas pelo site Daily Mail desembarcando no aeroporto de sua cidade-natal de Boca Raton, na Flórida, e sendo encontrada por familiares.

A cantora não foi vista publicamente desde uma explosão na lotada Arena Manchester no final de sua apresentação. Algumas das 22 pessoas que morreram no ataque eram adolescentes ou crianças. Ariana aparentemente não foi ferida.

A polícia britânica identificou o suspeito de realizar o ataque como Salman Abedi, de 22 anos, nascido em Manchester de pais de origem líbia. O Estado Islâmico reivindicou responsabilidade pelo que chamou de vingança contra “Cruzados”, mas aparentava haver contradições em sua declaração.

Em seu único comunicado até o momento, Ariana usou o Twitter cerca de cinco horas após o ataque para se descrever como “destruída”.

“Do fundo do meu coração, eu sinto muito. Não tenho palavras”, disse em publicação no Twitter.

Ariana se apresentava em Manchester durante passagem na Europa da turnê para promover seu terceiro álbum, “Dangerous Woman”. Ela também iria se apresentar em Londres, Bélgica, Polônia, Alemanha e Suíça nas próximas semanas.  

Reportagem de Dan Whitcomb

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below