October 18, 2017 / 1:50 PM / in a year

Chefe dos estúdios Amazon renuncia após alegações de assédio

Diretor dos estúdios Amazon, Roy Price, durante evento em Los Angeles, na Califórnia 15/10/2014 REUTERS/Kevork Djansezian

(Reuters) - O diretor dos estúdios Amazon, Roy Price, renunciou ao cargo, disse uma porta-voz da empresa na terça-feira, após alegações de que ele assediou uma produtora e não fez nada quando uma atriz lhe disse ter sido abusada sexualmente pelo produtor Harvey Weinstein.

Price tirou uma licença na semana passada e Albert Cheng, diretor de operações do estúdio, continua como chefe interino da divisão, informou a porta-voz.

Price não respondeu a pedidos por comentários.

Muitas mulheres compartilharam suas experiências de maus tratos nas redes sociais usando a hashtag #MeToo (Eu Também, em inglês) após surgirem alegações de assédio contra Weinstein em reportagens publicadas neste mês no jornal New York Times e na revista New Yorker.

Weinstein negou ter tido sexo não consensual com qualquer pessoa.

Na semana passada a revista Hollywood Reporter publicou uma alegação de Isa Hackett, produtora de um dos programas da Amazon, de que Price lhe fez propostas indecentes em 2015.

Na terça-feira, um advogado da produtora confirmou as acusações.

“Estou satisfeita que a Amazon está dando passos para tratar destes assuntos”, disse Isa Hackett em comunicado. “Uma conversa importante sobre a necessidade de criar uma cultura em nossa indústria que valorize o respeito e a decência e rejeite o abuso de poder e o tratamento desumanizador de outros começou”.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below