for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Premiê britânica, Trump e Obama não foram convidados para casamento de príncipe Harry, diz mídia

Príncipe Harry e Meghan Markle em evento em Bath, Inglaterra 6/4/2018. REUTERS/Peter Nicholls

LONDRES (Reuters) - A primeira-ministra britânica, Theresa May, não foi convidada para o casamento do príncipe Harry com Meghan Markle no dia 19 de maio, disse uma fonte do governo nesta terça-feira.

Harry, neto da rainha Elizabeth e irmão mais novo do príncipe William, se casará com a atriz norte-americana, mais conhecida por seu papel na série “Suits”, na capela de Saint George, no Castelo de Windsor.

Os convidados do casamento serão pessoas com relações diretas com o noivo ou a noiva, ou com ambos, disse uma fonte do Palácio de Kensington, residência oficial de William e Harry.

Um porta-voz oficial do palácio disse: “Foi decidido que uma lista oficial de líderes políticos --tanto do Reino Unido como internacional --não é exigida para o casamento do príncipe Harry e da senhorita Markle. O governo da sua majestade foi consultado nesta decisão, que foi tomada pela Royal Household.”

O jornal The Telegraph e outras mídias britânicas disseram que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e seu predecessor, Barack Obama, também não foram convidados. O porta-voz do palácio se recusou a comentar a informação.

Houve especulações de que a família Obama poderia ser convidada devido ao relacionamento próximo entre o ex-presidente e Harry, mas teria sido diplomaticamente constrangedor convidar os Obama e não os Trump.

Reportagem de Estelle Shirbon

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up