April 11, 2018 / 7:07 PM / 4 months ago

Roqueiros da Venezuela tentam transformar hinos anti-Maduro em trilha sonora da Cúpula das Américas

CARACAS (Reuters) - Um grupo de bandas de rock da Venezuela espera popularizar canções contra o presidente Nicolás Maduro distribuindo um CD chamado “Rock Contra a Ditadura” durante a Cúpula das Américas em Lima nesta semana.

O disco de 16 faixas vai das canções pop grudentas a hinos punk raivosos que denunciam a corrupção, a fome e os abusos de direitos humanos pelas mãos do governista Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV).

“Vamos ao paraíso, ao paraíso fiscal”, canta Emigdio + Superpower na faixa de abertura do CD, uma cutucada nas autoridades e nos empresários ligados ao governo que foram acusados de ter dinheiro ilegal em contas no exterior.

A canção “Nazional” protesta contra a Guarda Nacional, que foi alvo de críticas contundentes devido ao uso de força excessiva na repressão dos protestos antigoverno de 2017. As manifestações muitas vezes violentas ocorridas durante quatro meses do ano passado deixaram 125 mortos.

A música é de autoria da banda Ministério da Suprema Infelicidade, um deboche do muito zombado Vice-Ministério da Suprema Felicidade que Maduro criou em 2013, justamente a época em que a economia do país começava a desandar.

A iniciativa está sendo organizada pelo grupo de direitos humanos Provea, que diz que o rock tem mais chances de tocar os jovens do que os relatórios de direitos humanos, normalmente carregados de estatísticas e linguagem legal complexa.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below