June 12, 2018 / 6:49 PM / 5 months ago

AT&T aguarda decisão do Departamento de Justiça dos EUA que pode determinar o futuro da mídia

WASHINGTON (Reuters) - A AT&T, dona da DirecTV, aguarda uma decisão judicial nesta terça-feira que vai determinar se a companhia pode comprar a Time Warner, em uma decisão que pode levar muitas empresas de TV paga a comprar produtoras de filmes e programas de televisão.

REUTERS/Edgard Garrido

A decisão é o primeiro grande teste das equipes antitruste do governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

O juiz Richard Leon, do Tribunal Distrital dos Estados Unidos do Distrito de Columbia, deverá decidir às 17h (horário de Brasília) se o acordo de 85 bilhões de dólares poderá avançar mais de um ano e meio após o anúncio.

O governo dos EUA argumentou em um julgamento de seis semanas que a posse pela AT&T da DirecTV, que possui 20 milhões de assinantes, a tornaria demasiadamente poderosa se combinada com a Time Warner, que possui os canais de esporte e CNN News de Ted Turner. Esse poder permitiria à empresa aumentar os preços de TV paga dos rivais e dos serviços de streaming online, disse o governo.

A AT&T disse que o acordo é legal e se ofereceu preventivamente para levar qualquer disputa com os rivais de TV paga à arbitragem, abstendo-se de reter conteúdo ou “ficar às escuras”, durante o processo.

Se a AT&T vencer, o Departamento de Justiça pode reavaliar a possibilidade de abrir processo para interromper outros negócios em que uma empresa compra um fornecedor, conhecido como “fusão vertical”.

“Isso depende do escopo da decisão. Se for restrita ...isso pode ter implicações em uma fusão semelhante no setor de telecomunicações, mas pode não ter um efeito drástico em outras fusões verticais”, disse Caroline Holland, que estava na Divisão Antitruste durante a administração do ex-presidente Barack Obama.

Uma grande vitória do Departamento de Justiça causaria preocupações nos banqueiros de fusões e aquisições que procuram negócios em que uma empresa busca se fundir com um fornecedor.

Um acordo já depende da decisão: a Comcast Corp disse em maio que estava preparando uma oferta maior em dinheiro para adquirir a maioria dos ativos de mídia da Twenty-First Century Fox, mas fontes disseram que a oferta somente vai ser feita se a AT&T ganhar o seu caso.

Dois outros acordos verticais sob análise são o plano da Cigna Corp para comprar a Express Scripts Holding Co por 52 bilhões de dólares, e a planejada fusão da CVS Health Corp com a Aetna Inc por 69 bilhões de dólares.

Antes da decisão do tribunal, uma autoridade antitruste do Departamento de Justiça pediu aos investidores que não tirem muitas conclusões sobre a decisão de processar para impedir que a AT&T compre a Time Warner.

A maioria das transações propostas é boa ou neutra para os consumidores, disse Makan Delrahim, o procurador-geral adjunto antitruste.

“Eu entendo que alguns jornalistas e observadores recentemente expressaram preocupação de que a divisão antitruste não mais acredita que as fusões verticais possam ser eficientes e benéficas para a concorrência e os consumidores”, disse ele. “Fique certo de que essas preocupações estão deslocadas.”

Por Diane Bartz

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below