for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Organizador minimiza gesto obsceno feito por Robbie Williams em abertura da Copa

Robbie Williams durante cerimônia de abertura da Copa do Mundo 14/6/2018 REUTERS/Kai Pfaffenbach

MOSCOU (Reuters) - Um dos diretores da cerimônia de abertura da Copa do Mundo da Rússia minimizou nesta sexta-feira um gesto obsceno feito pelo cantor Robbie Williams durante o evento, dizendo não acreditar que o dedo do meio que o músico mostrou para as câmeras tinha como intenção ofender Moscou.

Williams liderou uma apresentação de 15 minutos no estádio Luzhniki na quinta-feira, antes da primeira partida do torneio entre a Rússia e a Arábia Saudita.

Em determinado momento, quando a câmera se aproximou dele, o britânico de 44 anos mostrou um dedo do meio.

“Não posso imaginar o que Robbie Williams quis dizer com aquele gesto”, disse Ilya Averbukh, co-diretor do espetáculo, segundo a agência de notícias RIA. “Como coreógrafo, eu não coloquei isso lá”.

Averbukh disse não acreditar que o gesto de Williams teve como objetivo insultar os russos.

“Tenho certeza de que esse gesto não teve nenhuma relação com a Rússia”, disse, segundo a agência. “Williams não quis ofender o nosso país com esse gesto”.

A Fifa e a equipe de representantes do cantor não responderam de imediato a pedidos por comentários.

Reportagem de Gabrielle Tétrault-Farber

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up