June 19, 2018 / 11:25 PM / 6 months ago

Produtores de Hollywood se pronunciam contra Fox por posição envolvendo imigração

Steve Levitan comemora prêmio Emmy em Los Angeles 18/9/2011 REUTERS/Lucy Nicholson

LOS ANGELES (Reuters) - Alguns poderosos produtores e diretores de Hollywood criticaram a Twenty-First Century Fox pelo apoio de seus comentaristas de notícias à repressão imigratória dos Estados Unidos que separa crianças de seus pais, com um produtor vencedor de prêmios ameaçando levar seus trabalhos para outra empresa.

Steve Levitan, co-criador da comédia vencedora do Emmy “Modern Family”, disse no Twitter que está “com nojo” de trabalhar para o estúdio de TV da Fox porque o estúdio é possuído pela mesma companhia que a Fox News. Ele tuitou nesta terça-feira que irá “montar sua loja em outro lugar” após seu contrato com a Fox de mais uma temporada da série expirar no próximo ano. Levitan mais tarde voltou atrás, expressando respeito pelos executivos seniores do grupo Fox Peter Rice, Dana Walden e Gary Newman. “Por ora, eu irei tomar um tempo para ver onde estas pessoas chegam e, neste momento, tomarei uma decisão sobre meu futuro”, disse em comunicado. As críticas de Levitan à Fox News foram ecoadas por três outros influentes produtores e criadores de TV e cinema, em meio aos crescentes protestos nos EUA e exterior por conta da política de separar crianças imigrantes de seus pais que cruzam ilegalmente a fronteira dos EUA.

Comentaristas conservadores da Fox News se manifestaram em apoio à política. Laura Ingraham descreveu na segunda-feira os centros de detenção usados para abrigar as crianças separadas “como basicamente acampamentos de verão”. No domingo, a colaboradora da Fox News Ann Coulter descreveu as crianças imigrantes detidas como “atores mirins lamentando e chorando” e pediu para o presidente dos EUA, Donald Trump: “não caia nisto, Sr. Presidente”. Representantes da Fox News e do estúdio de TV da Fox se negaram a comentar. O estúdio de cinema 20th Century Fox não respondeu pedidos de comentários. O criador de “Family Guy”, Seth MacFarlane, o diretor de “Missão Madrinha de Casamento”, Paul Feig, e o cineasta Judd Apatow, produtor por trás de filmes e séries como “Girls” e “Descompensada”, também se pronunciaram. Apatow pediu para mais pessoas que trabalham com ou para a Fox se pronunciarem. “Imaginem se fossem os seus filhos. Quem tem um filme, série de TV, evento esportivo, programa de notícias na Fox? Como vocês conseguem permanecer em silêncio quando eles promovem estas políticas?”, tuitou Apatow na segunda-feira.

Feig escreveu no Twitter que embora ame os funcionários nas divisões de cinema e TV da Fox, “Eu também não consigo perdoar o apoio que sua divisão de notícias promove para políticas e ações imorais e abusivas tomadas por este governo atual em relação a crianças imigrantes”.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below