for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Trecho mais antigo da "Odisseia" de Homero é descoberto na Grécia

ATENAS (Reuters) - Arqueólogos da Grécia descobriram o que acreditam ser o fragmento mais antigo conhecido da “Odisseia”, poema épico de Homero.

Uma equipe de pesquisadores gregos e alemães o encontrou em uma placa de argila entalhada na Antiga Olímpia, berço dos Jogos Olímpicos localizado na península do Peloponeso, informou o ministro da Cultura grego nesta terça-feira.

Ele contém 13 versos do Canto 14 da Odisseia, no qual seu herói, Ulisses, se dirige a seu amigo de toda a vida, Eumeu. Estimativas preliminares situam a descoberta na era romana, provavelmente antes do século 3 d.C.

A data ainda precisa ser confirmada, mas mesmo assim a placa é “um grande documento arqueológico, epigráfico, literário e histórico”, disse o Ministério.

A “Odisseia”, 12.109 linhas de poesia atribuídas ao antigo poeta grego Homero, conta a história de Ulisses, rei de Ítaca, que vaga durante 10 anos tentando voltar para casa após a queda de Troia.

A “Odisseia” é o segundo grande poema creditado a Homero – o outro é a “Ilíada”. Estudiosos avaliam que foi escrito entre 675 e 725 a.C., e ele é amplamente considerado como uma das maiores obras da literatura mundial.

Por Karolina Tagaris

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up