March 11, 2019 / 9:11 PM / 5 months ago

Vice-premiê italiano Salvini pede que La Scala rejeite recursos sauditas

Vice-premiê da Itália, Matteo Salvini, durante entrevista coletiva em Roma 08/03/2019 REUTERS/Yara Nardi

MILÃO (Reuters) - O vice-premiê da Itália Matteo Salvini pediu nesta segunda-feira que a casa de ópera La Scala, de Milão, rejeite a oferta de investimento da Arábia Saudita.

O Ministério da Cultura saudita propôs um acordo de parceria de cinco anos com a La Scala no valor de 15 milhões de euros.

A proposta desencadeou reações furiosas, com grupos de direitos humanos e alguns políticos afirmando que uma das instituições culturais de maior prestígio da Itália deveria rejeitar dinheiro da Arábia Saudita, um reino muçulmano profundamente conservador acusado de repetidas violações de direitos humanos.

Salvini disse a repórteres que não quer que a parceria vá adiante.

“Eu preferiria que algumas pessoas não estivessem lá e que a La Scala fosse livre, independente e autônoma”, disse. “Se os suíços quiserem investir na La Scala, nós não teríamos um problema.”

Essa é a segunda vez neste ano em que Salvini, que lidera a Liga, partido de extrema-direita, se voltou contra a Arábia Saudita.

Em janeiro, ele classificou como “repugnantes” restrições impostas a mulheres que queriam assistir à final da Supercopa da Itália, que aconteceu no início do ano na Arábia Saudita.

O conselho da La Scala deve discutir a proposta saudita em uma reunião no dia 18 de março.

Reportagem de Sara Rossi

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below