for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Estreia de "Coringa" aumenta alerta de segurança em cinemas dos EUA

Pré-estreia de "Coringa" em Los Angeles 28/09/2019 REUTERS/Mario Anzuoni

NOVA YORK/LOS ANGELES (Reuters) - A polícia de grandes cidades dos Estados Unidos aumentou o estado de alerta devido à estreia do filme “Coringa”, na quinta-feira, após semanas de comentários sobre o longa que conta a história de um homem solitário e vítima de bullying provocar temores de uma onda de violência.

O filme, que retrara a origem do arqui-inimigo de Batman, é protagonizado por Joaquin Phoenix, em uma atuação aclamada pela crítica, mas classificada como assustadora por mostrar como um pária mentalmente desequilibrado involuntariamente ganha fama por um ato de violência.

O vilão da DC Comics é associado a um tiroteio em massa ocorrido em 2012 durante a exibição de “Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge” em um cinema de Aurora, no Colorado. As famílias de algumas das vítimas expressaram preocupação sobre o novo filme, que não estará em cartaz na região.

Com capacetes e armas, policiais monitoravam o lado de fora de uma sessão de “Coringa” no New York Film Festival, no qual a audiência teve suas bolsas revistadas, mostrou uma filmagem.

Em comunicados, as polícias de Nova York, Los Angeles e Chicago alegaram que, embora não tivessem conhecimento de ameaças, estavam ou enviando agentes a mais ou monitorando de perto os cinemas nos quais o longa está em cartaz.

O estúdio Warner Bros. informou na semana passada que o filme não era um endosso à violência fora das telas.

“Não é a intenção do filme, dos roteiristas ou do estúdio elevar essa personagem à categoria de herói”, manifestou a Warner Bros. em um comunicado.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up