for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

"O Escândalo" lidera indicações de premiação do Sindicato dos Atores de Hollywood

Atriz Charlize Theron durante premiação em Beverly Hills 08/11/2019 REUTERS/Mario Anzuoni

LOS ANGELES (Reuters) - “O Escândalo”, um drama sobre as alegações de má conduta sexual na emissora Fox News, liderou as indicações da premiação do Sindicato dos Atores dos Estados Unidos nesta quarta-feira, e competirá pelo prêmio principal de melhor elenco.

O filme foi indicado em quatro categorias, entre elas a de melhor atriz, para Charlize Theron, e de atriz coadjuvante, para Nicole Kidman e Margot Robbie.

Entre os outros concorrentes ao prêmio de melhor elenco estão o épico da máfia “O Irlandês”, o drama de época dos anos 1960 “Era uma vez em... Hollywood”, de Quentin Tarantino, a sátira da era nazista “Jojo Rabbit” e “Parasita”, uma sátira social da Coreia do Sul.

A premiação do Sindicato dos Atores dos EUA é acompanhada com atenção por servir como termômetro de sucessos prováveis no Oscar, já que os atores formam o maior grupo de eleitores da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood.

Os vencedores serão anunciados em uma cerimônia televisionada em Los Angeles no dia 19 de janeiro.

“O Escândalo”, que estreia nos cinemas norte-americanos na sexta-feira, conta a história das mulheres da Fox News cujas alegações de má conduta sexual em 2016 levaram à saída do fundador do canal, Roger Ailes. Ailes, que morreu um ano depois, negou as acusações.

Theron interpreta a ex-âncora Megyn Kelly e Kidman encarna a ex-apresentadora Gretchen Carlson. Robbie vive uma funcionária fictícia que é uma mistura de várias figuras.

A Fox News se limitou a dizer que ninguém do filme contatou a emissora para uma verificação dos fatos.

Por Lisa Richwine e Jill Serjeant

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up