for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Família de dublê de "The Walking Dead" recebe U$8,6 milhões após queda fatal

(Reuters) - A família de um dublê que morreu depois de cair em um piso de concreto de uma altura de 6 metros no set da série de terror “The Walking Dead”, do canal AMC, recebeu 8,6 milhões de dólares de um tribunal da cidade norte-americana de Atlanta, disse um advogado da família.

Os pais de John Bernecker haviam processado a AMC Networks e outros acusados da produção da série, dizendo que eles comprometeram medidas de segurança por causa do cronograma e de preocupações financeiras.

O espólio de Bernecker, representado por sua mãe, recebeu a soma como indenização civil, sem nenhum valor punitivo adicional, do júri do Tribunal Estadual do condado de Gwinnett de Atlanta.

A AMC Networks não foi considerada negligente nem responsável na decisão unânime, e na quinta-feira disse que o set de “The Walking Dead” obedece os padrões da indústria para a segurança de dublês.

“Este foi o caso durante a produção das 10 temporadas e mais de 150 episódios, e continua a ser o caso hoje, não obstante este acidente muito triste e isolado”, disse o canal.

Bernecker tinha 33 anos quando morreu, em julho de 2017, no set de Senoia, localizada cerca de 64 quilômetros ao sul de Atlanta, na Geórgia.

“Minha esperança sincera é que este veredicto mande uma mensagem clara sobre a necessidade de elevar e se ater estritamente aos padrões de segurança da indústria em cada dia, em cada tomada, em cada set de filmagem”, disse o advogado Jeff Harris na quinta-feira.

“A morte trágica e evitável de John aconteceu como resultado de uma série de falhas relacionadas à segurança. Aprender com estas falhas ajudará muito a evitar que tragédias semelhantes aconteçam com outro profissional ou outra família.”

Por Kanishka Singh em Bengaluru

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up