for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Rompendo a barreira das legendas: Coreia do Sul comemora vitória história de "Parasita" no Oscar

SEUL (Reuters) - As redes sociais da Coreia do Sul estavam em festa nesta segunda-feira após o filme “Parasita” fazer história ao ser o primeiro longa em língua não-inglesa a conquistar o Oscar de melhor filme, um reconhecimento que rompe a barreira contra produções legendadas.

Pessoas assistem na TV notícia sobre vitória de "Parasita" no Oscar, em Seul 10/02/2020 REUTERS/Heo Ran

O sucesso dirigido por Bong Joon-ho venceu o que o sul-coreano chamou de “2,5 cm de barreira de legendas” para capturar a atenção internacional como nenhum outro filme do país oriental.

A vitória na categoria de melhor roteiro original foi o primeiro Oscar para a indústria cinematográfica da Coreia do Sul, sucedida por melhor diretor, melhor filme estrangeiro e melhor filme.

“Estou pronto para beber hoje à noite”, brincou Bong depois de agradecer ao elenco e à sua equipe durante o discurso por ganhara a estatueta de melhor filme estrangeiro.

Embora a indústria cinematográfica sul-coreana seja uma das maiores do mundo, “Parasita” foi um marco sem precedentes nos mercados internacionais.

Em janeiro, após o anúncio das indicações ao Oscar, Bong disse que via a situação como um sinal de que a língua não era mais um bloqueio para o sucesso global.

Um vídeo que circulava nas redes sociais sul-coreanas zombou de uma repórter que perguntou a Bong por que filmou “Parasita” em coreano.

“Ela deveria ter perguntado a Scorsese ou Tarantino por que eles gravaram seus próprios filmes em inglês”, disse um comentário, em referência a outros diretores que foram indicados.

Outro vídeo popular na Coreia do Sul mostrava uma cena em câmera lenta do elenco, curtindo a noite no tapete vermelho, aplaudindo as estrelas e desejando-lhes boa sorte.

O embaixador dos Estados Unidos na Coreia do Sul, Harry Harris, tuitou: “Estamos fazendo uma festa na embaixada e comendo jjapaguri”, referindo-se ao prato de macarrão que a família rica desfruta no filme.

Reportagem adicional de Hyun Young Yi, Daewoung Kim e Chaeyoun Won

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up