for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Nacional

Polícia Federal faz operação para recuperar obras de arte de instituições públicas

Viatura da Polícia Federal no Rio de Janeiro 05/09/2017 REUTERS/Sergio Moraes

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro nesta quarta-feira para recuperar obras de arte desviadas de instituições públicas e negociadas no mercado, informou a corporação.

Os policiais federais cumprem quatro mandados de busca e apreensão em endereços na zona sul e no centro do Rio de Janeiro ligados a receptadores da quadrilha.

As obras --como livros raros, periódicos e fotografias-- foram roubadas, na década de 2000 de instituições públicas brasileiras, principalmente no Rio e em São Paulo.

Segundo a PF, as mercadorias desviadas eram negociadas com colecionadores e comerciantes de arte que agiam como “receptadores e traficantes de obras”.

“Para dar aparência lícita às obras furtadas e/ou roubadas, membros da quadrilha tramavam com os receptadores, e normalmente, colocavam as peças à venda em leilões no Brasil e no exterior”, informou a PF em nota.

Algumas das obras desviadas já foram recuperadas no exterior, em leilões e em coleções de instituições privadas brasileiras e a estimativa é que só em 2019 tenham sido recuperadas obras avaliadas em mais de 1 milhão de reais.

A operação desta quarta foi batizada de Dom Pedro 2º, patrono da história das artes no Brasil.

Reportagem de Rodrigo Viga Gaier

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up