for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Banksy brinca com violência e inocência em grafite de Valentine's Day

Mural atribuído a artista Banksy em Marsh Lane, Bristol 13,/2/2020 REUTERS/Rebecca Naden

LONDRES (Reuters) - O artista de rua britânico Banksy pode ter dado um presente de Valentine’s Day à sua cidade natal de Bristol, no oeste inglês, por meio de um novo mural que mostra uma garotinha com um estilingue e flores vermelhas.

Banksy, cuja identidade não é conhecida publicamente, não confirmou que a obra é sua. Ele usa o Instagram com frequência para assumir a autoria de seus trabalhos, mas ainda não o fez desta vez. Seu agente não respondeu a um pedido de confirmação da Reuters.

O grafite mostra uma menina de echarpe estampada na lateral de uma casa da área de Barton Hill, em Bristol, com tinta preta e branca.

Ela segura um estilingue em uma mão e a outra atrás de si, como se tivesse acabado de lançar um projétil. No final da trajetória do estilingue aparece uma forma vermelha brilhante como uma mancha de sangue feita de flores e folhas vermelhas de plástico.

O mural foi visto na manhã desta quinta-feira, véspera do Valentine’s Day.

A arte de rua de Banksy costuma chamar atenção para questões sociais acrescentando elementos sombrios em cenas de resto alegres.

Em dezembro, o artista esquivo ressaltou a questão dos moradores de rua com um mural que mostrava duas renas voadoras puxando um mendigo em um trenó desenhado junto a um banco de rua em Birmingham, cidade do centro da Inglaterra.

Por Elizabeth Howcroft

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up