for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Harry e Meghan podem perder rótulo de "real" em suas marcas

Príncipe Harry e Meghan deixam Casa do Canadá, em Londres 07/01/2020 REUTERS/Toby Melville

LONDRES (Reuters) - A família real britânica está debatendo com o príncipe Harry e Meghan o uso da palavra “real” nas marcas do casal, já que eles abdicaram de seus compromissos reais para começar uma vida nova no Canadá.

No mês passado, Harry, neto da rainha Elizabeth, e Meghan, duquesa de Sussex, combinaram com a rainha que não trabalharão mais como membros da realeza após surpreenderem com o anúncio de que querem forjar “um novo papel progressista” que, esperam, os financiará.

“Como o duque e a duquesa de Sussex estão deixando de ser membros sênior da família real e trabalharão pela independência financeira, o uso da palavra ‘real’, neste contexto, precisava ser revisto”, disse uma fonte da realeza.

“Os debates ainda estão em andamento.”

Harry e Meghan usam a marca “Sussex Royal” com frequência.

Seu site se chama sussexroyal.com, e eles pediram o registro das frases Sussex Royal e Sussex Royal Foundation para usá-las em livros, produtos de papelaria, peças de roupa como pijamas e meias, campanhas de caridade e fornecimento de treinamento, esporte e assistência social.

“Como parte do processo de transição do duque e da duquesa de Sussex para seu novo capítulo, já se avançou bastante no planejamento do lançamento de sua nova organização sem fins lucrativos. Os detalhes serão divulgados no momento adequado”, disse a fonte da realeza.

Por Guy Faulconbridge

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up