March 4, 2020 / 4:48 PM / 5 months ago

Regina Duarte toma posse sob críticas de bolsonaristas e presidente diz que pode vetar indicações na Cultura

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro deu posse nesta quarta-feira à atriz Regina Duarte como secretária nacional de Cultura, mais de um mês depois do anúncio de sua indicação, e já sob ataque de grupos bolsonaristas nas redes sociais, que conseguiram levar o “Fora Regina” aos primeiros lugares do Twitter.

Regina Duarte vibra durante discurso na cerimônia de posse como secretário de Cultura 04/03/2020 REUTERS/Adriano Machado

A origem da reação foi a demissão de oito dos principais cargos da pasta, todos seguidores do escritor Olavo de Carvalho, indicados pelo ex-secretário Roberto Alvim —demitido na metade de janeiro por ter feito um vídeo com referências nazistas.

Os bolsonaristas acusam Regina de ser uma “infiltrada comunista” e ter indicado como principais auxiliares pessoas ligadas a partidos de esquerda.

“O convite que me trouxe até aqui falava em porteira fechada, carta branca. Por isso me estimulei e trouxe para trabalhar com uma equipe experiente, estimulada, pronta para por a mão na massa” disse Regina em seu discurso de posse, sem se referir diretamente aos ataques.

Bolsonaro, no entanto, relativizou a “carta branca”. O presidente confirmou que todos os seus ministros receberam as pastas com “porteira fechada”, mas lembrou que já exerceu poder de veto.

“Obviamente em algumas vezes exerci meu poder de veto. Não é perseguir ninguém, é colocar o ministério, a secretaria, no rumo estabelecido pelo chefe do Executivo”, afirmou.

Criticada pela classe artística por suas posições de apoio a Bolsonaro desde a eleição, Regina Duarte aproveitou seu discurso para tentar abrir caminhos e falou da necessidade de pacificação.

“Meu propósito aqui é pacificação e diálogo permanente com o setor cultural, com Estados e municípios, com o Parlamento e com órgãos de controle”, disse.

Alguns poucos artistas vieram à posse de Regina. Entre eles, Carlos Vereza, bolsonarista, que admitiu ter sido convidado para um cargo na secretaria, mas que ainda não decidiu. Também estavam no Planalto as atrizes Mylla Christie e Maria Paula.

“Ainda bem que foi ela né. Nesse momento de crise, e com todas essas ameaças, a gente precisa fortalecer a cultura. O discurso dela falou sobre isso, estou esperançosa”, disse Maria Paula.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below