for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Teatro Bolshoi da Rússia mira transmissão online enquanto coronavírus restringe vida pública

O Teatro Bolshoi ficará fechado até 10 de abril, Moscou, Rússia, 14/11/2019. REUTERS/Evgenia Novozhenina

MOSCOU (Reuters) - O famoso Teatro Bolshoi de Moscou começou a transmitir online algumas de suas performances mais notáveis do passado, depois de ser forçado a fechar suas portas ao público como resultado de novas restrições destinadas a conter a propagação do coronavírus.

O Bolshoi, que ficará fechado de 17 de março a 10 de abril, se junta a uma série de outros teatros, casas de ópera e museus russos que se voltaram ao streaming online para satisfazer as necessidades culturais dos russos durante o isolamento por causa do coronavírus.

Até o momento, a Rússia registrou 1.036 casos do vírus e cinco mortes relacionadas e intensificou as medidas para conter a disseminação. Neste fim de semana, Moscou fechará todos os cafés, restaurantes e lojas, com exceção daquelas que vendem alimentos e medicamentos.

Os bailarinos do Bolshoi estão se acostumando a treinar e manter a forma em casa.

“É claro que é um momento muito difícil para nós”, afirmou à Reuters Denis Rodkin, dançarino principal, nesta sexta-feira. “Realmente dependemos da nossa profissão ... espero que isso não dure muito e que tudo volte a funcionar em breve.”

Enquanto isso, disse Rodkin, as performances transmitidas online podem ajudar a manter o ânimo das pessoas durante o confinamento em suas casas.

“A arte e as transmissões do Teatro Bolshoi, em particular, apoiam as pessoas nessas condições difíceis”, afirmou. “Elas serão inspiradas, recarregadas com arte, e tudo isso terminará.”

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up