for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Cinemas tchecos e outros negócios se preparam para reabrir, mas sem pipoca

PRAGA (Reuters) - A República Tcheca apresentou nesta sexta-feira regras para a reabertura de cinemas, cabeleireiros e outros negócios em 11 de maio, que incluem uma proibição de alimentos e bebidas no cinema, conforme o país flexibiliza restrições destinadas a conter a propagação do coronavírus.

Os cabeleireiros precisarão usar máscara e outros tipos de proteção, e manicures e pedicures também devem usar luvas, disse o ministro da Saúde, Adam Vojtech, em entrevista coletiva. Os clientes devem ficar separados por dois metros de distância.

“Quando se trata de barbeiros e cabeleireiros, é essencial que os operadores tenham dupla proteção respiratória”, disse Vojtech. “Então, além da máscara, há também um escudo protetor.”

O país da Europa Central, de 10,7 milhões de habitantes, está abrindo cautelosamente sua economia em meio a sinais de que o surto está sob controle. Escolas, lojas e restaurantes foram fechados e um isolamento imposto em março.

A República Tcheca registrou um total de 7.689 casos e 237 mortes. Na quinta-feira, anunciou 103 novos casos, a primeira vez desde 21 de abril que as novas infecções diárias ultrapassaram os 100. Os casos ativos têm diminuído constantemente.

O governo disse na quinta-feira que permitirá a abertura de eventos culturais e esportivos com até 100 pessoas, como parte de uma próxima fase, a partir de 11 de maio. Isso também incluirá shoppings e lojas maiores.

Por Michael Kahn e Jason Hovet

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up