for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

DJ de Mumbai deixa música para ser médico voluntário no combate ao coronavírus

Sanjay Meriya visita comunidade carente em Mumbai para instruir sobre coronavírus 25/05/2020 REUTERS/Hemanshi Kamani

MUMBAI (Reuters) - Enquanto a capital financeira da Índia, Mumbai, enfrentava um número crescente de casos de coronavírus, o DJ local Sanjay Meriya deixou de lado sua mesa giratória e tirou a poeira de um diploma médico há muito tempo inutilizado para ajudar.

Meriya, de 30 anos, conhecido como The Spindoctor nos círculos musicais de Mumbai, começou a trabalhar no mês passado como voluntário médico depois de olhar um anúncio de jornal do governo pedindo ajuda.

Ele tem visitado principalmente uma favela em um dos subúrbios mais atingidos de Mumbai, com traje de proteção e luvas, para instruir os moradores sobre as precauções que devem ser tomadas para evitar o coronavírus.

“Sou muito patriótico. Posso lutar dessa maneira (como médico)”, disse à Reuters Meriya, que se inscreveu como voluntário por pelo menos três meses.

Mumbai é responsável por mais de 32.000 dos 150.000 casos de coronavírus na Índia, sendo a cidade mais atingida. Com hospitais públicos com poucos leitos e funcionários de saúde sobrecarregados, voluntários como Meriya são ainda mais importantes.

Meriya começou a se interessar pelas atividades de DJ como hobby por volta dos 20 anos enquanto estudava medicina, mas disse que isso “me dominou” - para desgosto de sua família.

“Eles odiaram. Eles ainda odeiam”, declarou ele sobre sua decisão de ser DJ, acrescentando que os familiares estão orgulhosos por vê-lo de volta à medicina.

Por Hemanshi Kamani

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up