for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Johnson diz que conservadores não estão envergonhados de cantar polêmica canção patriótica

Premiê britânico, Boris Johnson, retorna à sua residência oficial em Londres 06/10/2020 REUTERS/Toby Melville

LONDRES (Reuters) - O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, acusou seus oponentes políticos, nesta terça-feira, de buscarem reescrever a História, dizendo que ele e seu Partido Conservador estavam orgulhosos de cantar a canção da era colonial “Rule Britannia”.

A questão de como o Reino Unido lida com o legado de alguns capítulos de sua história, particularmente seu papel no comércio transatlântico de escravos e no período colonial, tem sido calorosamente debatida nos últimos meses.

“Estamos orgulhosos da cultura, da história e das tradições deste país. Eles literalmente querem derrubar estátuas, reescrever a história de nosso país, editar nosso currículo nacional para torná-lo mais politicamente correto”, disse Johnson em um discurso na conferência anual do Partido Conservador, referindo-se à oposição trabalhista.

Por David Milliken

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up