for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Netflix é alvo de processo no Texas sobre polêmico filme francês "Lindinhas"

Smartphone com logotipo da Netflix. 24/3/2020. REUTERS/Dado Ruvic

(Reuters) - A Netflix enfrenta uma acusação criminal em um condado do Estado norte-americano do Texas por promover imagens obscenas de uma criança no filme francês “Lindinhas”, afirmou o deputado Matt Schaefer no Twitter nesta terça-feira.

A Netflix promoveu material no filme que “retrata a exibição obscena da região púbica de uma criança vestida ou parcialmente vestida com menos de 18 anos de idade que apela ao interesse lascivo por sexo”, de acordo com o tuíte, que tinha uma imagem do documento processual.

O documento, arquivado em 23 de setembro no condado de Tyler, não foi verificado de forma independente pela Reuters, já que o gabinete do procurador distrital não respondeu imediatamente ao pedido da Reuters.

A Netflix não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

A trama de “Lindinhas” gira em torno de uma menina muçulmana de 11 anos que “começa a se rebelar contra as tradições de sua família conservadora quando fica fascinada por uma turma de dança”, segundo a Netflix.

A NBC News informou sobre a acusação no início do dia.

No mês passado, o órgão de transmissão da Turquia disse que ordenaria que a Netflix bloqueie o acesso local ao filme, alegando que ele contém imagens de exploração infantil.

Reportagem de Ayanti Bera, em Bangalore

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up