for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Polícia russa detém duas integrantes da banda Pussy Riot após protesto pró-LGBT

Maria Alyokhina, ativista política e integrante da banda Pussy Riot 18/08/2019 REUTERS/Tatyana Makeyeva

MOSCOU (Reuters) - A polícia russa deteve duas integrantes da banda punk Pussy Riot nesta quinta-feira, disse o ativista Pyotr Verzilov, um dia depois de o grupo pendurar bandeiras de arco-íris em edifícios do governo no dia do aniversário do presidente Vladimir Putin para defender os direitos LGBT.

Verzilov, ativista anti-Kremlin associado ao Pussy Riot, publicou vídeos nas redes sociais que mostram policiais detendo duas mulheres que ele identificou como as ativistas Maria Alyokhina e Nika Nikulshina.

Não ficou claro de imediato por que elas foram detidas.

Por Polina Ivanova

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up