for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Filhote de cão da Sardenha nasce com pelo verde

Filhote de cão de pelo verde, batizado de Pistachio, na Sardenha, na Itália 09/10/2020 Cristian Mallocci/Divulgação via REUTERS

ROMA (Reuters) - O agricultor italiano Cristian Mallocci não podia acreditar no que viu quando a cadela Spelacchia, um de seus oito cães, deu à luz um filhote com pelo verde.

O cãozinho, batizado imediatamente de Pistachio, foi parte de uma ninhada de cinco nascidos em 9 de outubro, todos com pelo branco, a mesma cor de sua mãe vira-lata --exceto ele.

Mallocci administra uma fazenda na ilha mediterrânea da Sardenha com o cunhado, Giannangelo Liperi.

É extremamente raro um cão nascer com pelo verde. Acredita-se que isso ocorre quando filhotes de cor clara têm contato com um pigmento verde chamado biliverdin no ventre da mãe --o mesmo que causa a cor verde das contusões.

Mas a cor peculiar de Pistachio não durará para sempre. O verde brilhante com ele nasceu desbota dia a dia e continuará esmaecendo à medida que ele envelhece.

Seus irmãos e suas irmãs serão doados a novos lares, mas Mallocci manterá Pistachio em sua fazenda e o treinará para cuidar das ovelhas com sua mãe Spelacchia (“sarnenta” em italiano).

Mallocci disse que, nestes tempos difíceis de pandemia de coronavírus, o verde simboliza esperança e sorte, então talvez Pistachio estivesse destinado a fazer as pessoas sorrirem.

Por Emily Roe e Oriana Boselli

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up