October 26, 2016 / 11:42 AM / 2 years ago

Justin Timberlake não será investigado por selfie em seção eleitoral dos EUA

(Reuters) - Horas depois de autoridades do Estado norte-americano do Tennessee terem dito na terça-feira que estavam investigando o pop star Justin Timberlake por publicar uma selfie em uma seção eleitoral na internet, a procuradora-geral local disse que tal inquérito não está em andamento.

“O comunicado emitido hoje mais cedo por meu escritório referente a Justin Timberlake e uma investigação estava incorreto e foi divulgado sem meu conhecimento”, disse a procuradora-geral do condado de Shelby, Amy Weirich.

“Estou em uma conferência fora da cidade. Ninguém em nosso escritório está investigando este assunto no momento, nem usaremos nossos recursos limitados para fazê-lo”, disse.

Um representante de Timberlake não respondeu a pedidos de comentários.

Aparentemente o cantor e ator violou a lei eleitoral do Tennessee ao publicar a foto, a polêmica mais recente envolvendo as chamadas selfies de votação.

Timberlake, de 35 anos, postou a foto na segunda-feira e disse na legenda que viajou de Los Angeles à sua cidade-natal de Memphis para votar antecipadamente para a eleição presidencial de 8 de novembro.

“Saia e VOTE!”, escreveu Timberlake em parte da legenda da foto, que foi publicada no Instagram, página na qual tem mais de 37 milhões de seguidores.

A lei do Tennessee proíbe que os eleitores gravem áudios e vídeos ou fotografem dentro de uma seção eleitoral.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below