September 19, 2017 / 3:45 PM / a year ago

Justiça dos EUA retoma caso de difamação contra revista Rolling Stone por reportagem sobre estupro

NOVA YORK (Reuters) - Um tribunal federal dos Estados Unidos retomou nesta terça-feira parte de uma ação civil apresentada por três estudantes da Universidade da Virgínia que acusaram a revista Rolling Stone, sua editora Wenner Media e uma jornalista de difamação devido a uma reportagem sobre um estupro coletivo, pela qual a publicação pediu desculpas.

A Segunda Corte de Apelações dos EUA disse que os demandantes George Elias IV, Ross Fowler e Stephen Hadford alegaram plausivelmente que foram difamados na condição de membros da fraternidade Phi Kappa Psi e podem iniciar processos semelhantes como indivíduos.

A decisão desta terça-feira também manteve um veredicto de junho de 2016 que rejeitou outras alegações.

A reportagem de Sabrina Rubin Erdely publicado em novembro de 2014, intitulado “Um Estupro no Campus”, descreveu o estupro de uma estudante chamada Jackie na casa da fraternidade Phi Kappa Psi em setembro de 2012. A Rolling Stone se desculpou pela reportagem cinco meses depois.

Por Jonathan Stempel

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below