September 5, 2018 / 2:33 PM / in 2 months

FBI recupera sapatos usados por Dorothy em "O Mágico de Oz" roubados há 13 anos

(Reuters) - Um par de sapatos vermelhos com valor estimado de milhões de dólares, que foi usado no filme “O Mágico de Oz” e roubado de um museu há 13 anos, foi recuperado na cidade norte-americana de Mineápolis, informou o FBI na terça-feira.

Sapatos vermelhos usados por Judy Garland no filme "O Mágico de Oz" são exibidos no Museu Nacional de História Americana Smithsonian, em Washington 18/04/2017 REUTERS/Joshua Roberts

O FBI disse estar pedindo a ajuda do público para identificar suspeitos ligados ao roubo original e a um esquema mais recente para extorquir dinheiro dos donos dos sapatos, um dos quatro pares usados por Judy Garland, que interpretou Dorothy no clássico de 1939.

“Os sapatos de Dorothy são um tesouro da história americana, e estamos torcendo para que membros do público possam nos ajudar a preencher os detalhes que terminarão o roteiro deste mistério para que possamos responsabilizar todos aqueles que estavam por trás do esquema”, disse em comunicado Jill Sanborn, agente especial responsável pelo escritório do FBI de Mineápolis.

Os sapatos foram roubados do Museu Judy Garland em Grand Rapids, Minnesota, durante uma invasão noturna no dia 27 de agosto de 2005 que levou menos de um minuto e deixou para trás uma única lantejoula.

O par ficou desaparecido durante os 13 anos seguintes, apesar de uma investigação minuciosa que incluiu até buscas em minas abandonadas.

Em 2015, um fã do filme que permaneceu anônimo ofereceu uma recompensa de um milhão de dólares pela devolução do item.

Já em 2017, o Departamento de Polícia de Grand Rapids pediu assistência ao FBI devido a uma tentativa de extorquir os proprietários dos sapatos, a Markel Corporation, o que levou à sua recuperação.

O FBI divulgou poucos detalhes sobre essa investigação e sobre onde eles foram encontrados em julho.

Depois de sua recuperação, os sapatos foram enviados ao Museu Nacional de História Americana Smithsonian em Washington, D.C., onde conservadores que estudaram a fabricação, materiais e os padrões de desgaste dos calçados confirmaram que se tratava do par desaparecido.

“Tínhamos confiança de que este dia acabaria chegando, e somos gratos ao FBI e a todos que trabalharam para trazer este tesouro cinematográfico das sombras para a luz”, disse o chefe de polícia de Grand Rapids, Scott Johnson, em comunicado.

“Afinal, ‘não há lugar como o nosso lar’”, acrescentou Johnson, citando uma das frases mais conhecidas de Dorothy no filme.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below