March 15, 2019 / 3:04 PM / a month ago

The Who fará turnê "à toda potência" e lançará novo álbum

LONDRES (Reuters) - “Espero que eu morra antes de ficar velho”, diz o grupo The Who em seu sucesso de 1965, “My Generation”.

Roger Daltrey e Pete Townshend, do The Who, posam para foto no estádio de Wembley 13/03/2019 REUTERS/Dylan Martinez

No entanto, mais de 50 anos depois, os dois membros originais ainda vivos da banda veterana de rock estão prontos para uma nova turnê chamada “Moving On!” e o lançamento de seu primeiro álbum de músicas inéditas em 13 anos.

O cantor, Roger Daltrey, e o guitarrista e compositor, Pete Townshend, agora com 70 anos, subirão ao palco em maio como parte da atual formação do The Who, apoiada por uma orquestra para tocar nos Estados Unidos e no Canadá, além do estádio de Wembley, em Londres, em julho.

Após turnês de sucessos antigos, a dizer pelas imensamente influentes óperas de rock “Tommy” e “Quadrophenia”, Daltrey, que se apresentou com uma orquestra no ano passado, disse que era hora de fazer algo “que reflete onde estamos em nossas vidas no momento”.

“Somos homens velhos agora... não podemos ir lá e fingir que vai ser em qualquer lugar como estávamos 40, 50 anos atrás”, disse ele à Reuters em uma entrevista em Wembley.

“Adicionar a orquestra... pode elevar a música a um lugar onde ela parece meio adulta... (mas) as pessoas não devem pensar que só porque há uma orquestra com o The Who vai ser decepcionante. Tocaremos a todo vapor como costumamos fazer.”

Emergindo na Londres dos anos 1960, o The Who, que incluiu o falecido baterista Keith Moon e o baixista John Entwistle, já vendeu mais de 100 milhões de discos em todo o mundo, com sucessos como “Won’t Get Fooled Again” e “I Can See For Miles”.

“Nunca poderíamos imaginar isso (o sucesso contínuo do grupo)”, disse Daltrey.

“Eu estava indo para o estádio (de Wembley) hoje e fazendo a mesma viagem que costumava fazer todas as noites na van do grupo... Todas as memórias voltam.”

Townshend, o principal compositor da banda e famoso por destruir sua guitarra no palco, disse que se sentiu “grato” por ainda poder se apresentar.

“Roger e eu temos muita sorte de estar vivos”, disse ele. “Temos sorte de ser razoavelmente saudáveis. Temos sorte de ainda podermos tocar a música com a qual crescemos.”

Neste ano, o The Who também planeja lançar seu primeiro álbum de novas músicas desde “Endless Wire”, de 2006.

“Passamos por tantas fases diferentes, então agora o desafio é apenas escrever músicas, o que é bom para Roger e eu”, disse Townshend.

“Eu sou um verdadeiro perfeccionista quando se trata do que eu canto e se, se é uma boa música ou não. E eu vou te dizer que ele ainda tem isso”, disse Daltrey.

O cantor disse que “Moving On!” não é uma turnê de despedida, mas reconheceu a idade avançada da dupla.

“Uma delas vai ser (uma turnê de despedida), podemos não chegar ao fim desta”, brincou. “Em toda vez que você sobe ao palco, há uma possibilidade de fim de jogo na nossa idade.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below