March 30, 2019 / 4:43 PM / 3 months ago

Rock britânico e artistas mulheres dominam evento do Hall da Fama do Rock

NOVA YORK (Reuters) - Músicos e fãs se reuniram em Nova York na sexta-feira para uma noite de nostalgia a uma banda britânica misturada com pedidos de mais inclusão de mulheres enquanto Janet Jackson, Stevie Nicks e The Cure integrar na 34ª turma do Hall da Fama do Rock.

Nicks, que fez história na sexta-feira como a primeira mulher a integrar duas vezes o prestigiado grupo, começou a noite com uma performance de alguns de seus maiores hits, como “Stand Back” e “Edge of Seventeen”. Ela foi incluída em 1998 como membro da banda de rock Fleetwood Mac.

“Ela é tão inteligente e serena. Ela vê todo o romance e drama no mundo e ela celebra isso”, disse o cantor Harry Styles, que chamou Nick ao palco para sua posse.

No entanto, um dos momentos de destaque da noite foi quanto Jackson, 52, tomou o palco e pediu que o comitê do Hall da Fama do Rock and Roll introduza mais artistas mulheres durante a cerimônia anual. Ela também reconheceu sua família musical por seu impacto na cultura popular.

“Nunca em um milhão de anos eu esperava seguir seus passos. Hoje sua irmã mais nova conseguiu”, disse Jackson, que não se apresentou na cerimônia. “E Hall da Fama do Rock and Roll, por favor, em 2020, integre mais mulheres.”

A cantora Janelle Monae apelidou Jackson de “rainha lendária da mágica de menina negra” por hits como “What Have You Done For Me Lately” e “Escapade” e disse que ela era a solução para criar música socialmente consciente.

“Nós celebramos você por nos dar memórias que desejamos poder guardar na garrafa e salvar para a próxima vida”, disse Monae. “A história não está completa sem você, Janet.”

O Hall da Fama do Rock & Roll, que é localizado no centro de Cleveland, Ohio, enviou convites a mais de mil artistas, historiadores e membros da indústria da música para selecionar empossados. Artistas são elegíveis para posse 25 anos após a divulgação de sua primeira gravação.

A lista de 2019 era em grande parte dominada por artistas britânicos, com bandas como The Zombies, Roxy Music, Def Leppard e Radiohead, que não tocaram durante o show. 

O The Cure tocou hits como “Just Like Heaven”, enquanto o Def Leppard encerrou a noite com uma sessão de clássicos como “Photograph” e “Pour Some Sugar On Me”.

Jackson recusou-se a responder a jornalistas e não mencionou o documentário “Deixando Neverland”, da HBO, sobre seu irmão Michael Jackson.

Reportagem de Gina Cherelus

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below