May 2, 2019 / 3:52 PM / 2 months ago

Ode de Tarantino a Hollywood chega ao Festival de Cannes na última hora

PARIS (Reuters) - Os fãs de Quentin Tarantino não se frustrarão no Festival Internacional de Cinema de Cannes no mês que vem no final das contas, já que o diretor correu para finalizar a edição de “Era uma Vez... em Hollywood” a tempo para inscrevê-lo na competição, disseram os organizadores nesta quinta-feira.

Cineasta Quentin Tarantino 08/10/2016 REUTERS/Robert Pratta

Estrelado por Leonardo DiCaprio, Brad Pitt e Margot Robbie, o filme vem sendo considerado há tempos um dos destaques da vitrine cinematográfica deste ano na Riviera Francesa, mas não foi incluído quando a seleção inicial foi anunciada, em abril.

Assim como vários inscritos de última hora —incluindo um filme de quatro horas de Abdellatif Kechiche, ex-vencedor da Palma de Ouro, o prêmio principal de Cannes—, a produção está em um estágio avançado o bastante para ser confirmado, informaram os organizadores.

“Quentin Tarantino, que não sai da sala de edição há quatro meses, é um filho verdadeiro, fiel e pontual de Cannes”, disse o diretor do festival, Thierry Frémaux, em um comunicado.

O filme é “uma carta de amor de sua infância a Hollywood, uma turnê de rock de 1969 e uma ode ao cinema como um todo”, acrescentou Frémaux.

Ele chega 25 anos depois de o cineasta norte-americano de 56 anos conquistar a Palma de Ouro por “Pulp Fiction – Tempo de Violência”.

Tarantino também estreou o épico da Segunda Guerra Mundial “Bastardos Inglórios” no festival em 2009.

O 72º Festival de Cannes, que acontece entre 14 e 25 de maio, começará com o título mais recente de Jim Jarmusch, o frenesi zumbi “The Dead Don’t Die”.

Kechiche, de “Azul é a Cor Mais Quente”, também disputará o troféu neste ano com “Mektoub, My Love: Intermezzo”, uma sequência de “Mektoub, My Love: Canto Uno”, que acompanha a vida amorosa de jovens franceses nos anos 1990.

Entre os acréscimos às exibições especiais que devem acontecer paralelamente à competição principal está o segundo filme do ator mexicano Gael Gárcia Bernal como diretor, “Chicuarotes”.

Alejandro González Iñárritu, diretor de “Birdman Ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)”, presidirá o júri do festival de 2019.

Por Sarah White

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below