August 26, 2019 / 3:10 PM / in 2 months

Harvey Weinstein nega culpa em novo indiciamento por abuso sexual

Harvey Weinstein chega a tribunal em Nova York 26/08/2019 REUTERS/Jefferson Siegel

NOVA YORK (Reuters) - O ex-produtor de cinema norte-americano Harvey Weinstein alegou inocência em um tribunal de Manhattan nesta segunda-feira ao enfrentar um novo indiciamento ligado a seu próximo julgamento criminal.

Procuradores do Estado de Nova York acusaram Weinstein de ter agredido sexualmente duas mulheres em 2006 e 2013. No início deste mês, eles revelaram em autos que buscarão um novo indiciamento que permitiria que os jurados ouçam o depoimento de uma terceira mulher que disse que  Weinstein a estuprou em 1993.

Trata-se da atriz Annabella Sciorra, mais conhecida por seu papel na série “Os Sopranos” da HBO, segundo uma pessoa a par do caso que não tem autorização para falar publicamente.

O empresário de Annabella não respondeu a um pedido de comentário.

Weinstein, de 67 anos, será julgado na corte de Manhattan no dia 9 de setembro.

Antes um dos produtores mais poderosos de Hollywood, Weinstein se declarou inocente de cinco acusações criminais no indiciamento anterior, inclusive de estupro e agressão sexual predatória. Ele pode ser sujeitado à prisão perpétua se for condenado.

As duas mulheres do indiciamento anterior estão entre as cerca de 70 que acusaram Weinstein de má conduta sexual praticada ao longo de décadas. Ele negou as alegações e disse que todo e qualquer encontro sexual foi consensual.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below