for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Johnny Depp foi agredido por ex-mulher, diz segurança do ator em tribunal

Ator Johnny Depp comparece a novo dia de julgamento na Suprema Corte de Londres 16/07/2020 REUTERS/Hannah McKay

LONDRES (Reuters) - A atriz Amber Heard deu um soco em seu ex-marido e astro de Hollywood Johnny Depp durante uma das discussões acaloradas entre eles, atingindo-o para proteger a irmã dela, segundo depoimento na Suprema Corte de Londres nesta quinta-feira.

Depp, de 57 anos, está processando a editora do jornal britânico Sun por difamação por causa de um artigo que o rotulou de “espancador de mulheres” e diz que foi ele quem sofreu violência doméstica nas mãos de Heard durante relacionamento volátil.

O jornal argumenta que o artigo é verdadeiro e, de acordo com declaração no tribunal, Heard, de 34 anos, acusa seu ex-marido de atacá-la em pelo menos 14 ocasiões entre 2013 e 2016, quando ele teria entrado em crise nervosa por beber ou usar drogas em excesso.

Em depoimento no tribunal, o guarda-costas de Depp, Sean Bett, disse que houve várias vezes em que Heard deixou ferimentos visíveis em seu empregador.

Ele afirmou que um deles ocorreu em 21 de abril de 2016, depois de uma festa no aniversário de Heard. Nesta ocasião, segundo relatos anteriores no tribunal, ela alega que Depp a atacou porque reclamou que ele chegou atrasado para a festa.

Ele nega isso e diz que ela o agrediu, dando um soco durante briga.

Bett disse que levou Depp para outra casa após a discussão e tirou uma foto do rosto do ator depois que ele relatou que Heard o havia dado um soco.

Depp já prestou depoimento por cinco dias, e Heard deve ser ouvida na próxima semana.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up