for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Museu da Ciência reabrirá em Londres com exibição sobre humanidade versus doença

Museu da Ciência de Londres 10/8/2020 REUTERS/Toby Melville

LONDRES (Reuters) - Exposições mostrando a batalha da humanidade contra doenças infecciosas saudarão os visitantes que deixaram recentemente o isolamento por coronavírus quando o Museu da Ciência em Londres reabrir suas portas, na próxima semana, após seu fechamento mais longo desde a Segunda Guerra Mundial.

“Medicine: The Wellcome Galleries” apresenta os avanços médicos ao longo da história e suas exibições oportunas incluem um pulmão de aço usado por pacientes com pólio na década de 1950, um carrinho de isolamento da década de 1970, equipamento de proteção da epidemia de Ebola e estatísticas sobre a eficácia das vacinações.

As cinco galerias, que inicialmente foram inauguradas em novembro de 2019, “são muito relevantes, é claro, para a pandemia de Covid-19”, disse a vice-diretora do museu, Julia Knights, à Reuters TV.

Além de catalogar o passado, o museu também mobilizou seus curadores para coletar itens da atualidade para uma exposição futura que visa olhar para os desafios que a ciência e a sociedade enfrentam em 2020.

“(Estamos) ... mirando um registro permanente lá por muitas gerações das respostas médicas, científicas, culturais e profundamente pessoais à Covid-19”, afirmou Knights.

O museu vai reabrir em 19 de agosto e está oferecendo ingressos online com hora marcada para um número reduzido de visitantes para permitir o distanciamento social e controlar a movimentação no distrito de museus de Londres, que também inclui o Museu de História Natural e o Victoria and Albert Museum.

Com reportagem de John Stonestree

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up