18 de Abril de 2008 / às 11:29 / em 10 anos

ESTRÉIA-"Apenas uma Vez" combina romance e música em Dublin

SÃO PAULO (Reuters) - O musical irlandês “Apenas uma Vez”, que tem estréia nacional na sexta-feira, é uma história de amor despretensiosa, que já ganhou diversos prêmios, incluindo um Oscar de melhor canção original e o prêmio do público no Festival de Sundance do ano passado.

No Oscar, aliás, “Apenas uma Vez” conseguiu o grande feito de bater os outros quatro indicados, todos canções do filme “Encantada”, produção Disney.

O diretor e roteirista John Carney começou sua carreira como músico numa banda irlandesa e sempre se interessou pela forma como os musicais inserem as canções em seu contexto.

Para que as músicas não parecessem gratuitas ao longo do filme, os personagens principais são músicos e expressam sua relação por meio de sua arte.

O personagem masculino é conhecido apenas como o Cara e interpretado pelo músico Glen Hansard, da banda The Frames. Ele ganha a vida cantando nas ruas de Dublin, quando não está na loja do pai, onde conserta aspiradores de pó.

Um dia, uma imigrante tcheca se aproxima dele e acabam formando uma dupla. A personagem é conhecida apenas como a Garota e é vivida pela música tcheca Markéta Irglová, que estréia no cinema neste filme.

A Garota sustenta a mãe e a filha vendendo flores nas ruas de Dublin. Ela se encanta com a música e o esforço dele na rua. Assim, a parceria dos dois começa a parecer algo natural.

O Cara está sempre se atormentando por ter perdido o grande amor de sua vida, enquanto a Garota sempre se questiona sobre o marido que deixou para trás em seu país natal.

Para o público, um romance entre os dois começa parecer a coisa mais natural do mundo. Mas eles estão tão envolvidos com outros problemas que parecem não notar isso.

A canção ganhadora do Oscar é “Falling Slowly” e foi composta pelos dois músicos que protagonizam “Apenas uma Vez”.

A letra fala das dores do amor. Enquanto a música toca, vemos imagens do Cara e da Garota, às vezes juntos, às vezes separados -- mas mostrando sempre que o laço musical deles é muito forte.

A química entre os dois músicos-atores não é fruto do acaso. Eles já haviam feito um álbum juntos. Embora sem experiência como atores, os dois interpretam os personagens com segurança e naturalidade, o que dá mais força ao filme.

Alysson Oliveira, do Cineweb

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below