1 de Fevereiro de 2008 / às 10:38 / em 10 anos

Da avenida à faculdade, foliões apostam em Carnaval acadêmico

Por Fernanda Ezabella

<p>O rei Momo, Alex Oliveira, acena para o p&uacute;blico durante festividades antes do Carnaval, no Rio de Janeiro. Alex tamb&eacute;m &eacute; aluno da primeira turma de p&oacute;s-gradua&ccedil;&atilde;o de Carnaval da Universidade Est&aacute;cio de S&aacute;, que termina em setembro. Photo by Sergio Moraes</p>

SÃO PAULO (Reuters) - Apesar dos 35 anos de vida carnavalesca, Maurício De Paula decidiu enfrentar uma sala de aula para ter classes de construção de carros alegóricos e contabilidade. Ele integra a primeira turma universitária graduada na folia do Momo.

“Embora eu fosse sempre ligado ao Carnaval, queria me aprofundar”, disse Maurício, 49 anos, que desde 1973 desfila pela Mocidade e é hoje coordenador de destaques da escola.

“Carnaval não é só oba oba, tem que ter um lado de organização também.”

Maurício, que já era formado em Letras e possui uma pós-graduação, é um dos 60 alunos que se formaram no ano passado no curso de Gestão de Eventos e Festas Carnavalescas, na Universidade Estácio de Sá, no Rio de Janeiro.

Assim como ele, outros foliões bem experientes estão voltando à universidade para aprofundar seus conhecimentos, aproveitando a onda dos cursos recém-abertos. A Estácio de Sá também conta com uma pós-graduação, e a Universidade Veiga de Almeida, na mesma cidade, também criou dois cursos do gênero.

Entre os que retomaram os estudos, está o próprio rei Momo carioca, Alex Oliveira, aluno da primeira turma de pós-graduação da Estácio, que termina em setembro.

Ele já é formado em arquitetura, com pós em design, e trabalhou em escolas como a Mociedade, a qual ajudou este ano nos projetos de carros alegóricos.

“O curso ajudou a aprimorar a fazer esses projetos”, disse Alex, que foi rei Momo pela primeira vez em 1997. “Quero usar minha monografia do curso como base para um livro sobre a minha trajetória no Carnaval, sobre a história do rei Momo.”

Enquanto a pós-graduação se concentra em estudos mais acadêmicos em cerca de 15 meses, a graduação se estende em 2 anos com aulas mais práticas --como construção de maquetes, iluminação, pesquisa de figurinos-- e outras mais genéricas --como planejamento estratégico, captação de recursos e assessoria de imprensa.

PAIXÃO EM COMUM

Para o seu primeiro Carnaval após a nova graduação, Maurício De Paula acredita que ganhou mais experiência na organização em vários níveis. Sua coordenadoria é a única da Mocidade que disponibiliza agenda e dados completos de todos seus membros, incluindo os oito destaques deste ano.

“Além de administrar ego (das pessoas), também temos que ter administração estratégica”, disse ele, que afirma ter ganhado mais confiança para organizar as festas da escola.

“Agora até amigos de outras coordenadorias, de outras escolas me chamam para dar consultoria em festas”, afirmou.

Marco Aurelio Ruffinn, 38 anos, tem uma trajetória parecida, mas optou pela pós-graduação. Formado em programação visual, ele é carnavalesco há 15 anos em São Paulo e está há três na Tom Maior.

A experiência adquirida em sala de aula vai aos poucos chegando na avenida.

“Vou colocar muita coisa em prática do que estou aprendendo... De que forma eu ainda não sei, porque não existe um Carnaval igual ao outro”, disse. “Talvez na maneira de resolver problemas, ou como direcionar a escola.”

O professor Milton Cunha, carnavalesco da São Clemente, dá aulas na pós-graduação das duas universidades. Ele acredita que há uma demanda grande para cursos do gênero.

“A profissionalização do Carnaval já existe, o que faltava era a formação acadêmica, a parte teórica”, disse o professor.

Ele afirma que o público dos cursos é bem variado, mas que todos têm em comum a paixão pela festa.

“Tem gente que vem do jornalismo para ser assessor de imprensa de escola, tem gente que vem de administração para fazer as contas no barracão, e tem gente que vem da área de artes, para ser figurinista”, disse.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below