31 de Outubro de 2008 / às 13:49 / em 9 anos

Patrick Swayze diz que quimioterapia foi um inferno

Patrick Swayze diz que quimioterapia foi um inferno

<p>Patrick Swayze diz que quimioterapia foi um inferno. De volta &agrave;s filmagens menos de um ano depois de receber um diagn&oacute;stico sombrio de c&acirc;ncer pancre&aacute;tico, o ator disse que o trabalho ajudou a mant&ecirc;-lo com &acirc;nimo positivo durante o tratamento. REUTERS/Mario Anzuoni</p>

LOS ANGELES (Reuters) - De volta às filmagens menos de um ano depois de receber um diagnóstico sombrio de câncer pancreático, Patrick Swayze descreveu a quimioterapia como “um inferno na terra”, mas disse que o trabalho ajudou a mantê-lo com ânimo positivo.

Conhecido sobretudo pelo papel de instrutor de dança em “Dirty Dancing - Ritmo Quente”, o ator de 56 anos passou por meses de quimioterapia e tratamento com um medicamento experimental para combater uma das formas mais virulentas do câncer, que, segundo especialistas, tem índice de sobrevivência de apenas 5 por cento.

“No final do dia, me vejo voltando para casa com um sorriso no rosto”, disse Swayze ao The New York Times, na primeira entrevista concedida desde que voltou a atuar. “Tenho orgulho do que estou fazendo.”

Depois de uma perda de peso dramática, Swayze ganhou quase dez quilos bebendo shakes que promovem a formação de músculos e agora está trabalhando 12 horas por dia, fazendo o papel principal no novo drama policial da TV americana “The Beast.”

“Ainda estou bem para trabalhar, não mudei. Não, mudei sim, o que estou dizendo? Vivo numa zona de batalha. A quimioterapia é um inferno na terra, não importa como você a represente”, disse ele ao jornal.

“Como você faz para promover uma atitude positiva quando todas as estatísticas dizem que já é um homem morto? Você vai trabalhar”, disse Swayze.

Em janeiro, Swayze recebeu o diagnóstico de câncer pancreático, levando à publicação de relatos na mídia de que ele estaria próximo da morte. Na época, ele se preparava para começar a rodar episódios de “The Beast”, em que faz um veterano agente do FBI.

O ator e dançarino nascido no Texas, que já trabalhou para o cinema e a televisão, disse que num primeiro momento pensou estar sofrendo de indigestão crônica. Quando os sintomas pioraram, ele procurou seu médico. Foi feita uma biópsia, e o diagnóstico foi câncer.

A produção de “The Beast” recomeçou em junho, depois de executivos da televisão consultarem os médicos do ator.

Patrick Swayze ganhou fama internacional depois de estrelar “Dirty Dancing - Ritmo Quente”. em 1987. O filme inspirou um espetáculo teatral de sucesso em Londres, na Austrália e no Canadá. Mais tarde, Swayze contracenou com Demi Moore no romance “Ghost - Do Outro Lado da Vida”, de 1990.

“The Beast” começará a ser transmitido em janeiro no canal A&E.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below