20 de Janeiro de 2009 / às 22:30 / em 9 anos

Vestido amarelo de Michelle Obama reflete o tema da esperança

Por Jill Serjeant

<p>Michelle Obama, saudada como o novo &iacute;cone do estilo nos Estados Unidos, tomou seu lugar oficialmente no palco mundial na ter&ccedil;a-feira vestida de amarelo -- uma cor que foge da tradi&ccedil;&atilde;o e &eacute; vista como s&iacute;mbolo da esperan&ccedil;a da campanha e da presid&ecirc;ncia de Barack Obama. REUTERS/Jim Young</p>

LOS ANGELES (Reuters) - Michelle Obama, saudada como o novo ícone do estilo nos Estados Unidos, tomou seu lugar oficialmente no palco mundial na terça-feira vestida de amarelo -- uma cor que foge da tradição e é vista como símbolo da esperança da campanha e da presidência de Barack Obama.

A nova primeira-dama dos Estados Unidos, 45 anos, escolheu um vestido formal e casaco combinando, ambos amarelo-dourados, criados pela estilista americana mas nascida em Cuba Isabel Toledo para a cerimônia de posse presidencial. Acompanhando o vestido, ela usou um grande colar de bijuteria.

Ex-advogada, Michelle Obama é vista como responsável por levar um estilo jovem e chique à política americana e misturar roupas confortáveis compradas em lojas de redes como Gap e J. Crew com criações de estilistas novos e mais ousados, como Mario Pinto, de Chicago, e Narciso Rodriguez.

Vista inicialmente como um pouco distante, ela conquistou corações em junho quando apareceu no popular programa de entrevistas na TV “The View”, voltado ao público feminino, usando um vestido de prêt-à-porter preto e branco de 148 dólares. O vestido esgotou nas lojas de todo o país da noite para o dia.

A roupa que ela vestiu na posse diferiu dos tons de vermelho, azul ou branco tradicionalmente usados por políticas americanas em ocasiões de grande destaque.

Mas, de acordo com especialistas em estilo, o amarelo é tradicionalmente visto em muitas partes do mundo como símbolo de esperança e otimismo.

Mandi Norwood, ex-editora da revista Mademoiselle que está escrevendo um livro sobre o estilo de Michelle Obama, disse à Reuters: “O amarelo é a cor do otimismo, da confiança e da esperança. O conjunto todo que ela vestiu irradiou esperança e otimismo”.

A estilista Isabel Toledo, de Nova York, disse que o casaco e o vestido foram feitos de renda de lã suíça, forrados para proteger a primeira-dama do frio cortante que fez em Washington no dia da posse e com um segundo forro de seda francesa.

“Eu quis escolher uma cor muito otimista, que tivesse luz do sol”, disse Toledo à crítica de moda do New York Times Cathy Horyn na terça-feira. “Eu queria que ela se sentisse encantada e que, desse modo, pudesse encantar a todos.”

Michelle Obama já está sendo vista como embaixadora ideal da moda americana. Ela figurou na lista feita pela revista Vanity Fair das “10 Pessoas Mais Bem Vestidas do Mundo” em 2007 e 2008 e vem atraindo muitas comparações com Jacqueline Kennedy.

“Não é apenas seu jeito de se vestir, mas a maneira como vai conduzir sua vida. Os olhos do mundo inteiro estarão voltados a ela. Ela terá grande impacto”, disse o estilista Oscar de la Renta à Women’s Wear Daily, a bíblia americana da moda.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below