3 de Fevereiro de 2009 / às 18:25 / em 9 anos

Cruise pode voltar ao Brasil para gravar. E jogar vôlei de praia

Por Pedro Fonseca

<p>Tom Cruise acena para fot&oacute;grafos antes de conceder entrevista coletiva no Rio de Janeiro, nesta ter&ccedil;a-feira. REUTERS/Sergio Moraes</p>

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Tom Cruise trouxe a mulher Katie Holmes e a filha Suri para passar dias “extraordinários” no Rio de Janeiro durante a turnê internacional de divulgação do filme “Operação Valquíria”, e afirmou, nesta terça-feira, que está animado para voltar ao Brasil, possivelmente para filmar. E jogar vôlei de praia.

O astro de Hollywood chegou à cidade na última sexta-feira (30/01) e levou a família à praia, foi jantar numa churrascaria e exibiu seu sorriso característico diante das dezenas de câmeras de fãs e paparazzi em todas as suas paradas.

“(O Brasil) é lindo, eu gostei muito. As pessoas são incríveis, eu amei a música, a comida, as lindas paisagens. Seria muito divertido voltar aqui para fazer um filme”, afirmou Cruise, em entrevista coletiva no hotel Copacabana Palace, onde está hospedado.

“Tivemos uma estadia incrível, esperei durante toda a turnê pelo momento de vir para cá... Adorei as praias, as pessoas jogando vôlei de praia -- tenho que voltar para jogar”, acrescentou.

“Fomos à ilha, comemos em restaurantes, passamos um dia na praia... As pessoas foram incríveis. Suri brincou com as crianças de outras famílias, foi incrível, tivemos uma grande tarde”, acrescentou o ator, que viajou a Angra dos Reis durante o fim de semana.

A entrevista desta terça foi o primeiro compromisso profissional de Cruise desde que chegou à cidade e, nesta noite, ele participará da pré-estreia brasileira de “Operação Valquíria”. É possível que o ator deixe a cidade logo após a exibição.

O filme, em que Cruise interpreta um oficial nazista rebelde que planeja um golpe contra Adolf Hitler, foi líder de bilheteria ao redor do mundo neste fim de semana. Na Alemanha, onde foi rodado, “Operação Valquíria” arrecadou a maior bilheteria de qualquer filme estrangeiro já exibido no país.

Apesar de os números no mercado norte-americano não terem sido tão animadores, Cruise disse que o longa superou as expectativas da equipe de produção.

“Estamos muitos satisfeitos com a performance do filme no mercado doméstico, já superou bastante as nossas expectativas. Internacionalmente, estamos muito contentes por viajar pelo mundo para divulgar este filme”, afirmou o ator, que já passou por Moscou, Madri e Roma, entre outras cidades, para divulgar o longa.

O complô improvável que Cruise protagoniza foi um plano de oficiais alemães para matar Hitler, com uma bomba, durante uma reunião secreta. O ator, que reconheceu não conhecer a trama antes de ser apresentado ao roteiro do filme, afirmou que sentiu-se realizado por chegar tão perto de matar o antigo líder nazista. Mesmo que só na ficção.

“Foi uma satisfação pessoal, é verdade. Eu odeio aqueles nazistas Todos vocês não odeiam Hitler e os nazistas?”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below