26 de Março de 2009 / às 16:59 / em 9 anos

Madonna entra com pedido para adotar segundo filho no Malauí

Por Mabvuto Banda

<p>Cantora norte-americana Madonna em apresenta&ccedil;&atilde;o durante a turn&ecirc; "Sticky and Sweet" na Cidade do M&eacute;xico. 29/11/2008. REUTERS/Henry Romero</p>

LILONGUE (Reuters) - A popstar norte-americana Madonna, que pode visitar o Malauí nos próximos dias, apresentou os documentos para adotar um segundo filho nascido no país do sul da África, disse nesta quinta-feira um funcionário de um tribunal.

De acordo com a fonte, o caso será avaliado no dia 30 de março.

Autoridades do Malauí disseram que Madonna visitará o país em breve e levará consigo seu filho David, malauiano, cuja adoção suscitou polêmica. Críticos acusaram o governo de passar por cima das leis que proíbem pessoas não residentes no país de adotar crianças no Malauí, fortemente atingido pela epidemia de Aids.

“Estamos esperando Madonna para o fim de semana ou antes, mas sem dúvida ela virá antes do fim do mês”, disse à Reuters o funcionário do Ministério do Gênero e Desenvolvimento Infantil.

De acordo com o jornal local Nation, Madonna teria dito que amigos seus do Malauí teriam comentado com ela que David precisa de um irmão ou irmã e que ela consideraria a possibilidade de adotar outra criança, mas apenas com o apoio do povo do Malauí.

David está crescendo em meio à vida sofisticada de uma popstar global, a mundos de distância de sua aldeia natal de Lipunga, onde seus parentes comem alimentos como farinha de milho em tigelas simples e as refeições são preparadas sobre fogueiras.

A expectativa é que Madonna visite um local onde sua organização de caridade, Raising Malawi, vai começar a construir uma escola para garotas, que custará milhões de dólares, disse o funcionário.

O pai de David, Yohane Banda, disse à Reuters que talvez veja seu filho na próxima semana.

“Uma pessoa da Raising Malawi veio me ver na semana passada e me disse que meu filho talvez venha me visitar na próxima semana. Estou muito feliz. Quero ver meu filho”, disse ele.

Madonna, que iniciou os procedimentos para a adoção em 2006, levou David quando ele tinha 13 meses de idade. Seu pai o colocara num orfanato, após a morte de sua mãe.

Grupos de defesa dos direitos humanos tentaram bloquear a adoção de David, dizendo que seria ilegal.

O ativista pelos direitos infantil John Soo Phiri disse que Madonna pode ter mais dificuldade em adotar outra criança, por ser mãe celibatária desde seu divórcio do cineasta Guy Ritchie.

“Ela terá que comprovar que é capaz de criar outro filho sozinha”, disse.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below