11 de Maio de 2009 / às 21:09 / em 9 anos

Michael Jackson pode encarar ação legal para cantar em Londres

Por Alex Dobuzinskis

<p>Michael Jackson, que participou de uma entrevista &agrave; imprensa no dia 5 de maio, em Londres, para anunciar seus shows ainda este ano. REUTERS/Stefan Wermuth</p>

LOS ANGELES (Reuters) - Um promotor musical pretende mover uma ação para impedir Michael Jackson de apresentar-se em Londres este ano, afirmando que um contrato firmado pelo “rei do pop” o impede de apresentar-se até julho de 2010, disse na segunda-feira o diretor da empresa de promoções.

A AllGood Entertainment Inc., de Nova Jersey, afirma que em novembro assinou um contrato com o empresário de Jackson, Frank DeLeo, pelo qual o cantor se comprometeu a apresentar-se em julho de 2010 com seus irmãos do grupo Jackson Five e sua irmã Janet Jackson.

Pelos termos do acordo, Michael Jackson não poderia fazer outro concerto antes do show de reencontro da família Jackson, disse Patrick Allocco, sócio gerente da AllGood Entertainment.

A AllGood Entertainment enviou uma carta a Jackson em março, avisando-o que não deve fazer uma série de 50 apresentações na 02 Arena de Londres com a promotora de shows AEG. Os shows estão previstos para começar em julho.

Representantes de Michael Jackson e da AEG não retornaram as ligações pedindo seus comentários.

Allocco disse que o plano de sua empresa de mover uma ação numa corte federal se deve às tentativas fracassadas de negociar com Jackson e chegar a um acordo que permitisse a realização dos concertos em Londres.

“Até agora tivemos zero cooperação de qualquer pessoa. Frank DeLeo se nega a honrar nosso acordo, e é por isso que vamos abrir o processo judicial até o fim da semana”, disse Allocco.

A AllGood Entertainment disse que seu show único com Michael Jackson está marcado para 3 de julho de 2010 no Texas Stadium em Irving, Texas. O concerto será disponibilizado como evento pay-per-view na Internet, disse Allocco.

Ainda segundo Allocco, Jackson pode ganhar até 30 milhões de dólares com o show.

“Trinta milhões de dólares por um show é algo inusitado, e é por isso que estamos tão frustrados”, disse ele. “Frank DeLeo está se contrapondo em nosso caminho. A AEG vem constantemente frustrando nossa possibilidade de ver esse show se realizar.”

A série de concertos previstos de Michael Jackson em Londres também vem sendo anunciada como inusitada. A AEG já declarou que os shows, em seu conjunto, vão atrair o maior público que um artista isolado já teve em uma só cidade.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below