3 de Julho de 2009 / às 20:56 / em 8 anos

Los Angeles busca ajuda para cobrir custos do funeral de Jackson

Por Bob Tourtellotte

<p>A fan holds a tattered photo Michael Jackson outside a public memorial at the Apollo Theater in New York REUTERS/Lucas Jackson</p>

LOS ANGELES (Reuters) - Os organizadores da cerimônia em memória de Michael Jackson disseram nesta sexta-feira que vão dar gratuitamente 17.500 ingressos para o funeral de terça-feira que servirá de despedida ao “Rei do Pop”, mas ainda não anunciaram a programação do evento.

Também não está claro como os organizadores e a cidade vão pagar pelo funeral, previsto para atrair multidões de fãs de Jackson e que pode custar milhões de dólares.

A polícia pediu aos fãs que, se não tiverem ingressos, fiquem em casa e assistam à cerimônia pela televisão.

O memorial será realizado na arena esportiva Staples Center, com capacidade para 20 mil pessoas -- o mesmo lugar em que Jackson ensaiou duas noites antes de morrer. Ele se preparava para uma série de 50 concertos em Londres que começaria em 13 de julho, e um vídeo do ensaio o mostra cantando e dançando como em seus velhos tempos de superastro.

A empresa de entretenimento AEG, proprietária do Staples Center, disse que elevou o número de ingressos públicos dos 11 mil anteriormente anunciados para 17.500, mas muitos deles serão para um segundo local, o vizinho teatro Nokia Live, previsto para receber as pessoas que não couberem no Staples Center.

A morte de Jackson em 25 de junho, depois de sofrer uma parada cardíaca em sua mansão alugada em Los Angeles, motivou homenagens de fãs de todo o mundo, que permaneceram a seu lado durante seu julgamento por abuso sexual infantil, em 2005, e as histórias sobre seus comportamentos bizarros.

O executivo-chefe da AEG, Tim Leiweke, e um representante da família Jackson disseram que ainda está sendo decidido o que vai acontecer no funeral.

Leiweke disse que a partir da manhã de sexta-feira os fãs podiam acessar o site do Staples Center (www.staplescenter.com) e cadastrar-se para receber ingressos. Os nomes das pessoas a receberem ingressos serão sorteados.

A vereadora Jan Perry, prefeita interina de Los Angeles durante as férias do prefeito Antonio Villaraigosa, disse que a polícia tem um orçamento de contingência para cobrir custos como o da cerimônia.

“Isso já é calculado no orçamento”, disse Perry à Reuters. “Ainda não sabemos quais são os custos estimados.”

Também não se sabe qual será a contribuição da AEG para os custos. A AEG faz parte de um grupo de empresas que inclui a AEG Live, que estava promovendo os concertos planejados de Jackson em Londres.

Perry disse que outros serviços públicos da cidade, como sanitários e transportes, não são cobertos pelo orçamento da polícia. Ela disse que vai buscar ajuda de outras agências para cobrir os custos.

Como outras cidades americanas, Los Angeles está com verbas escassas devido à recessão global, e questionamentos semelhantes sobre receita fiscal pública ser usada para pagar por uma cerimônia tão elaborada vieram à tona no mês passado, quando foi promovida uma comemoração de 2 milhões de dólares para o time de basquete profissional Los Angeles Lakers, que ganhou o campeonato da NBA. O evento acabou sendo pago por doações privadas.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below