5 de Novembro de 2009 / às 20:24 / em 8 anos

Rihanna diz ter vergonha de ter se apaixonado por Brown

Alex Dobuzinskis

<p>A cantora Rihanna participa de programa de entrevista da rede ABC. Depois de ter sido agredida pelo cantor Chris Brown em fevereiro, a popstar Rihanna se sentiu constrangida por ter se apaixonado por um homem do tipo dele e se separou para dar um exemplo &agrave;s mulheres jovens, disse ela em entrevista nesta quinta-feira.05/11/2009.REUTERS/Ida Mae Astute/ABC/Handout</p>

LOS ANGELES (Reuters) - Depois de ter sido agredida pelo cantor Chris Brown em fevereiro, a popstar Rihanna se sentiu constrangida por ter se apaixonado por um homem do tipo dele e se separou para dar um exemplo às mulheres jovens, disse ela em entrevista nesta quinta-feira.

As declarações de Rihanna à ABC News estão na primeira entrevista à TV na qual ela falou sobre a agressão, que ocorreu na véspera da entrega dos prêmios Grammy, em Los Angeles, e levou Brown a confessar-se culpado de agressão.

Nascida em Barbados, Rihanna, cujas canções de sucesso incluem “Umbrella” e “Disturbia”, disse que sentiu vergonha quando o público tomou conhecimento do incidente. Uma foto feita pela polícia que mostra o rosto dela machucado e sangrando foi vazada para a imprensa, e uma descrição detalhada dos fatos foi incluída nos documentos do tribunal.

“Eu não queria que as pessoas pensassem que é esse tipo de pessoa -- que eu me apaixonei por essa pessoa”, disse Rihanna à jornalista Diane Sawyer no programa “Good Morning America”, da ABC.

“Isso é vergonhoso. É vergonhoso o fato de ser esse o tipo de pessoa por quem me apaixonei, me apaixonei tanto, de modo tão incondicional, que voltei para ele”, disse a cantora.

Rihanna e Chris Brown, cujas canções de sucesso incluem “Run It” e “Kiss Kiss”, voltaram juntos semanas depois da agressão e passaram tempo juntos em Miami na casa do rapper Sean “Diddy” Combs. Mas desde então Rihanna terminou o namoro com Brown.

“É normal voltar”, disse Rihanna. “Você começa a mentir para você mesma. Assim que as feridas físicas saram, você quer que tudo isso vá embora. É uma lembrança que você nunca mais quer ter.”

Mas a cantora de 21 anos disse que foi motivada a deixar Brown por saber que muitas meninas a admiram.

“Quando me dei conta de que minha decisão egoísta pelo amor poderia levar alguma garota a ser morta, não fiquei tranquila”, disse ela na entrevista.

“Eu não podia me sentir responsável por dizer a elas ‘voltem’ (aos seus namorados). Mesmo que Chris nunca me batesse de novo, quem pode garantir que os namorados delas não o fariam?”

Rihanna aconselhou as mulheres que são vítimas de abusos a não reagirem com base no amor.

“Afaste-se da situação, olhe para ela na terceira pessoa, veja a situação como o que realmente é e então tome sua decisão, porque o amor é cego”, disse ela.

Chris Brown, que até a agressão tinha uma imagem pública impecável, foi sentenciado a 180 dias de serviços comunitários e cinco anos de liberdade condicional pela agressão.

Ele pediu desculpas publicamente e começou a prestar serviços comunitários, que incluem limpeza de estradas, em seu Estado natal da Virgínia.

Na sexta-feira o “Good Morning America” vai transmitir a segunda parte da entrevista de Sawyer com Rihanna. A popstar vai falar sobre o que aconteceu naquela noite em fevereiro, quando Brown bateu nela quando estavam em um carro, na véspera do Grammy.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below