30 de Abril de 2010 / às 13:50 / em 8 anos

Foto com arma é "arte", diz Lindsay Lohan

Por Jill Serjeant

<p>Lindsay Lohan comparece ao desfile da cole&ccedil;&atilde;o Outono/Inverno 2010/11 de Roberto Cavalli na semana da moda de Mil&atilde;o. A atriz defendeu como "arte" uma foto em que ela aparece com uma arma apontada para a boca. A foto gerou pol&ecirc;mica enquanto sua carreira e vida pessoal parecem degringolar nos &uacute;ltimos anos. 28/02/2010 REUTERS/Alessandro Garofalo</p>

LOS ANGELES (Reuters) - Lindsay Lohan defendeu como “arte” uma foto em que ela aparece com uma arma apontada para a boca, a qual gerou uma polêmica envolvendo a atriz, cuja carreira e a vida pessoal parecem degringolar nos últimos anos.

Lohan, de 23 anos, disse que a foto que ela divulgou via Twitter foi feita para um livro sobre o lado negro do glamour, pelo fotógrafo de celebridades Tyler Shields.

Outras fotos no site dele mostram Lohan de salto alto e roupas íntimas, coberta de sangue falso e mexendo em armas de fogo.

“Não é pornografia soft, queridinho, se chama ARTE”, disse a atriz de “Meninas Malvadas” no Twitter, respondendo às críticas que recebeu.

Lohan está sob liberdade condicional depois de ser condenada em 2007 por infrações relativas ao consumo de álcool e drogas. Fotos de suas baladas e do seu comportamento errático têm chamado a atenção de sites de celebridades nos últimos tempos.

Uma semana antes da divulgação das fotos com armas, surgiram relatos de que Lohan teria sido afastada do filme “The Other Side” porque os produtores não a queriam como protagonista.

Na semana passada, o pai dela, com quem a atriz é rompida, levou a polícia ao apartamento dela em Los Angeles, e ameaçou pedir à Justiça uma liminar para controlar a vida da moça, assim como fez o pai de Britney Spears em 2008, numa época conturbada na vida da cantora.

No começo desta semana, Michael Lohan divulgou nota dizendo que “pretende fazer de tudo ao seu poder para evitar que Lindsay se torne outra Marilyn Monroe, Anna Nicole Smith, Michael Jackson ou Heath Ledger” (artistas que morreram em circunstâncias trágicas).

Lohan reagiu com uma série de tweets irados, chamado seu pai de “advogado do diabo”.

Além disso, suas baladas atraíram a atenção do programa “Celebrity Rehab”, que segundo o site TMZ.com ofereceu 1 milhão de dólares para que ela se submetesse a tratamento -- tudo devidamente gravado e exibido. Lohan recusou.

“Não sei por que sou tal alvo, mas acho que há um grande equívoco sobre quem eu sou como pessoa”, disse a atriz a uma rádio de Los Angeles na quarta-feira. “Estou fazendo uma linha de roupas, estou começando um filme em breve, estou produzindo alguns shows. Tenho apenas trabalhado muito, e não é crime sair e se divertir com seus amigos.”

Lohan despontou para a fama em 1998, como a graciosa menina sardenta de 11 anos em “Operação Cupido”, da Disney. Ainda como adolescente, fez sucesso com “Meninas Malvadas” (2004), e depois conquistou a crítica com “A Última Noite” (2006).

Seu último filme, “Labor Pains”, foi direto para a TV em 2009, e ela recebeu o prêmio satírico Framboesa de Ouro de pior atriz, pelo papel de uma stripper na produção de baixo orçamento “Eu Sei Quem Me Matou” (2007).

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below