18 de Maio de 2010 / às 23:06 / 8 anos atrás

Mercado em Cannes oscila entre o entusiasmo e a cautela

Por Bob Tourtellotte

CANNES, França (Reuters) - Executivos ligados ao cinema disseram nesta terça-feira no festival de Cannes que estão cautelosamente otimistas com o setor, refletindo o bom desempenho das bilheterias globais e a redução dos custos nas produções independentes.

Mas especialistas alertam para problemas num prazo de aproximadamente dois anos: a possível redução no faturamento dos filmes em sua venda para DVD e TV, a falta de verbas para novas produções e as turbulências nos mercados financeiros.

“Há uma sensação de tempos melhores pela frente, mas todo mundo está cauteloso -- muitíssimo cauteloso”, disse Michael Barker, diretor da Sony Pictures Classics, selo de arte ligado ao estúdio Sony Pictures Entertainment.

Algo semelhante disse Jonathan Wolf, vice-presidente-executivo da Aliança do Filme e da TV Independente, com sede nos EUA. “Otimismo temperado” foi o termo que ele empregou.

Além da habitual badalação com atores e diretores, o festival de Cannes tem também uma intensa movimentação de compra e venda de direitos de filmes, transações feitas em quartos de hotel e stands comerciais. Em geral, são títulos exibidos em salas especializadas, ou que vão direto para DVD e TV.

Distribuidoras voltadas para esse mercado foram muito abaladas a partir de 2008, quando o dinheiro fácil dos fundos de investimentos levava os compradores a pagarem preços exagerados, e os produtores a oferecerem uma oferta excessiva de títulos.

A partir do final de 2008, muitas produtoras começaram a deixar esse mercado, ou a pagar menos -- em alguns casos, 30 a 40 por cento menos -- pelos direitos dos filmes. Paralelamente, os produtores decidiram a reduzir seus orçamentos.

Agora, o mercado está imerso em uma clássica correção de rumos, prenunciando dias melhores em 2011 -- desde que a economia global permaneça estável, segundo especialistas.

“As pessoas estão começando a perceber que o dinheiro não é mais o que era”, disse Stefan Bruner, executivo-chefe-operacional da produtora Imagenation Abu Dhabi. “Um tópico que discutimos é o talento, qual talento atrai (público) para as bilheterias e quanto se paga por ele.”

As bilheterias dos cinemas, de fato, continuam sendo essenciais para a atividade cinematográfica. Enquanto o faturamento com DVD e TV caiu em 2009 -- quase 9 por cento nos EUA, e por cento na Europa, conforme exemplos oferecidos pelos organizadores do mercado de Cannes.

Nos últimos anos, o número de produções nos EUA se manteve constante - mais de 1.100 em 2008 e 09 -, enquanto na Europa houve uma redução em torno de 5 por cento (de 716 filmes em 2008 para 677 no ano passado).

Produtores e distribuidores dizem que o cinema independente agora tem dois tipos de filmes: com orçamentos em torno de 10-15 milhões de dólares, e artistas conhecidos, ou então com baixíssimo orçamento, até 500 mil dólares.

Claro que o mercado em Cannes reflete também as particularidades econômicas de cada região. A Europa, por exemplo, está às voltas com uma crise fiscal, o que afeta o financiamento ao cinema. Nos EUA, a situação é semelhante.

Já na Rússia, rica em petróleo, existe um mercado especulativo do cinema, que pode estar se superaquecendo, segundo Sergei Yershov, diretor da distribuidora Film Depot/Volga.

“Os números das bilheterias realmente não apoiam (algumas das transações feitas por distribuidoras)”, disse Yershov, que não está sozinho em sua postura cautelosa.

Gary Concoff, copresidente do Fórum Internacional de Finanças do Cinema, aqui em Cannes, disse que um evento semelhante em 2008 quase foi cancelado por falta de participantes. Neste ano, a lotação esteve esgotada. E qual foi um dos principais temas? Limitação de riscos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below